Cultura

Série de fantasia brasileira vira RPG pela Devir

Já imaginou se você pudesse criar aventuras incríveis e desbravar o Brasil na época do descobrimento junto com seus amigos? É essa a ideia de A Bandeira do Elefante e da Arara: Livro de Interpretação de Papéis, que será lançado em novembro. O livro é uma adaptação da série de mesmo nome para o mundo dos jogos analógicos de RPG, instigando os jogadores a explorar um vasto território ainda desconhecido pelos colonizadores.

Com uma mecânica simples e contendo diversos dados históricos e culturais, o livro foi inspirado nas aventuras da dupla de heróis da série A Bandeira do Elefante e da Arara: o holandês Gerard van Oost e o iorubano Oludara, que se encontram em uma versão fantástica do Brasil Colônia do século XVI. Em suas jornadas, eles percorrem cada canto do país e, no caminho, esbarram com diversas populações e grupos étnicos, desde goitacás e tupinambás até jesuítas e bandeirantes. Porém, o cenário fica ainda mais intrigante à medida em que surgem lendas indígenas e figuras do folclore brasileiro, como sacis, caiporas e curupiras: todos dotados de destreza e poderes mágicos.

Agora em formato de RPG, os leitores de A Bandeira do Elefante e da Arara podem imergir e interagir no universo fantástico e colonial da série, fazendo com que cada decisão de seus personagens seja crucial para os caminhos percorridos da história do Brasil.

A Bandeira do Elefante e da Arara RPG

O livro é o resultado de dez anos de pesquisa e possui uma mecânica própria e simples baseada em três dados de seis lados, facilitando seu uso para o público iniciante e sendo uma bela porta de entrada para a criançada entrar no universo dos jogos de interpretação. Além disso, ao invés de características físicas e mentais natas, o livro utiliza a capacidade de adquirir conhecimento dos personagens para aumentar pontos em habilidades como equitação, escalada, conhecimento em armas de fogo, natação e outros.

“Acredito que habilidades natas não existem. Quem quer mais força física deve fazer exercícios. Quem gostaria de adquirir mais conhecimento precisa ler e estudar. Começamos com uma premissa simples: com dedicação e esforço, se pode aprender qualquer coisa nesta vida”, salienta Christopher Kastensmidt, autor da série.

O panorama editorial de livros de interpretação de papéis é geralmente recheado de referências históricas dos países nórdica e dos Estados Unidos. Foram poucos as publicações do tipo que se aprofundaram no contexto do Brasil, com destaque para a obra “Desafio dos Bandeirantes”, lançada em 1992. Desde então, o cenário brasileiro foi pouco explorado por aventuras e campanhas de RPG. “O Brasil desta época oferece um prato cheio para aventuras. É uma época instigante por causa da convergência de culturas no litoral e pelo vasto território ainda desconhecido pelos colonizadores”, avalia Christopher.

A primeira versão será publicada pela editora Devir Brasil com capa dura, 208 páginas e um preço sugerido de R$ 28,00. O livro contém um bestiário com mais de 70 criaturas inspiradas no folclore e fauna nacionais, 50 ilustrações inéditas, uma aventura pronta e um resumo da vida no Brasil em 1576.

Para mais novidades da Cultura, clique aqui!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.