Destaques, Dicas de Saúde, Saúde

Como identificar a síndrome de Burnout

A síndrome de Burnout tem sido um tema recorrente no que se refere à saúde mental dos trabalhadores. Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou burnout como estresse crônico. Na nova classificação, que entra em vigor a partir de 2022, a síndrome é definida como “estresse crônico no trabalho que não foi administrado com êxito“.

Apesar de estar em evidência, ainda é comum ter algumas dúvidas sobre como identificar e saber se está passando pelo transtorno ou não. Para isso é importante entender o que é a síndrome de burnout. O mal-estar psicológico é resultante do esgotamento profissional. Além dos sintomas psíquicos, ela também pode evoluir para sintomas físicos.

Sintomas da Síndrome de Burnout

Como comentamos, o transtorno possui sintomas físicos e psíquicos. Conhecer os sinais de burnout é o primeiro passo para conseguir tratá-la. Se você acredita que está passando por uma situação de estresse crônico, é importante procurar um profissional formado no curso de Psicologia e registrado no Conselho Regional de Psicologia. Confira abaixo os principais sintomas:

  • Fadiga constante
  • Negatividade
  • Esgotamento físico e mental
  • Mudanças bruscas de humor
  • Memória baixa
  • Insatisfação sobre tudo o que faz
  • Dificuldade de concentração
  • Perda do foco e da criatividade

Importante ressaltar que a burnout se caracteriza como um estresse crônico. Não são episódios esporádicos, mas se caracterizam por sintomas constantes, que podem levar o profissional ao completo esgotamento.

Fonte: E+B Educação | Gabriele Silva

Read More...

Destaques, Empregos e Estágios

Secretaria cadastra trabalhadores para vagas de emprego em Parnamirim

A prefeitura de Parnamirim, através da Coordenadoria do Trabalho, está realizando cadastro para encaminhamento de profissionais na área de construção civil e afins.

De acordo com a prefeitura, “cadastro possibilita ao cidadão uma oportunidade para que as empresas parceiras do município possam buscar e encontrar essa mão de obra necessária no mercado de trabalho de Parnamirim”.

Aos interessados, o cadastro para vagas de emprego em Parnamirim está sendo realizado diariamente na Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Regularização Fundiária (SEMAS), localizada na Rua Aspirante Santos, nº 389, das 7h30 às 13h30, de segunda a sexta-feira, portando a seguinte documentação: RG, CPF, Carteira de Trabalho, comprovante de residência e reservista (homens).

Os cargos são para: ENGENHEIRO CIVIL, TECNÓLOGO EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS, TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO, ESTAGIÁRIO, ALMOXARIFE, PORTEIRO, AUXILIAR DE ALMOXARIFE, ENCARREGADO DE INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS, ENCANADOR, AUXILIAR DE ENCANADOR, SOLDADOR, AUXILIAR DE SOLDADOR, BETONEIRO, AUXILIAR DE BETONEIRO, PEDREIRO, AUXILIAR DE PEDREIRO, AUXILIAR TÉCNICO DE OBRA, CONTRA MESTRE, ENCARREGADO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, ELETRICISTA, AUXILIAR DE ELETRICISTA, ENCARREGADO DE FERRAGEM, ARMADOR, AUXILIAR DE ARMADOR, CARPINTEIRO, AUXILIAR DE CARPINTEIRO, MESTRE, OPERADOR DE MÁQUINA, OPERADOR DE MISTURADOR, TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES, SERVENTE, AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, AUXILIAR DE ENGENHARIA, GESTOR DE QUALIDADE, ASSISTENTE ADMINISTRATIVO (APRENDIZ), VIGIA, ASSISTENTE DE LOGÍSTICA E PRODUÇÃO.

Read More...

Saúde

Depressão: o mal da vida moderna

Estudos indicam que a depressão está se tornando a doença do século, acometendo pessoas de qualquer idade, ou seja, desde a criança até o idoso. A ciência médica demonstra que são elevados os índices de pessoas que se encontram em depressão. Seria esse o mal da vida moderna.

A depressão pode ser caracterizada por um conjunto de sinais e sintomas, como: tristeza constante que persiste por mais de quinze dias, queda de energia, alterações no apetite, sono e desejos sexuais, choro fácil etc.

Todavia, a depressão não se manifesta de um dia para outro, porque é um processo lento que vai se alojando e desarmonizando a pessoa.

Seja no aspecto médico, humanístico ou espiritual, a prevenção está no autoconhecimento, no amor a si mesmo e ao próximo. Há de se ter consciência de que cada pessoa é como é e não como gostaríamos que fossem.

O tratamento desse mal, em sendo aceito pelo indivíduo, deve associar os três aspectos referidos – médico, humanista e espiritual -, pois que juntos trazem um melhor resultado. Por evidente, na área da saúde, a terapêutica para suprir a falta de neurotransmissores no cérebro a ser adotada será prescrita pelo profissional médico e, eventualmente, pelo psicoterapeuta. Nas relações humanas, principalmente a família e os amigos terão papel importante prestando apoio, estímulo e incentivo constante na busca dos recursos para a melhora do doente. No campo espiritual, é de ser investigada a causa da doença, devendo ser propiciado a pessoa uma recepção fraterna, de modo que a mesma se sinta apoiada e reconfortada, bem como que seja propiciado e descongestionando determinados centros de força do corpo, e o estimulado para o estudo que consola e traz esperança.

Há de se cuidar para que não seja acrescentado ao estado de depressão o fator agravante e mantenedor do processo chamado de obsessão, pelo qual há interferência de energias negativas que contribuem para o processo depressivo. É de se lembrar de que “o coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos.” (Provérbios, 17-22).

Assim, é importante cultivarmos o bom ânimo, os pensamentos saudáveis, as ações produtivas, acreditando naquilo que estamos realizando, colaborando, dessa forma, para o equilíbrio, reequilíbrio e bem-estar do corpo e do espírito.


Artigo especial escrito por Paulo Eduardo de Barros Fonseca para o Portal N10. Ele é vice-presidente do Conselho Curador da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Read More...

Destaques, RN

Aluno da UFRN cria ferramenta para monitorar gastos dos deputados

O aluno do curso de Estatística da UFRN, Rayland Matos Magalhães, criou uma ferramenta para auxiliar o cidadão a monitorar os gastos dos deputados de uma forma descomplicada: basta digitar o nome do deputado federal na tela de pesquisa e logo em seguida o sistema vai disponibilizar o total de gastos e reembolsos demandados pelo parlamentar. Além disso, um gráfico apresenta os dez tipos de gastos mais frequentes, em que tipo de empresa o deputado pede mais reembolso, o tipo de serviço contratado e os fornecedores.

Esses e outros dados já são disponibilizados pela Câmara Federal através da Lei de Acesso à Informação, mas nem sempre são compreensíveis para pesquisa ou simples de submeter a análises comparativas. Com a ferramenta desenvolvida no laboratório do Centro de Ciências Exatas e da Terra (CCET) e acessível neste link, o eleitor pode facilmente conferir o quanto o seu representante custa mensalmente e até julgar se ele está gastando o dinheiro público de maneira adequada.

A ferramenta traz as cotas parlamentares do ano de 2009 até hoje. São mais de três milhões de registros que podem ser acessados através de computador ou smartphone. Para o inventor da ferramenta, a informação é um poderoso meio de acompanhamento e investigação de possíveis desvios de verba. “Eu, por exemplo, não votaria em um deputado que seguidamente paga milhares de reais em combustíveis e lubrificantes no mesmo posto ou que gasta um percentual exorbitante com divulgação em uma agência de publicidade da família ou de amigos. Isto pode facilmente ser monitorado pela ferramenta”, explica Rayland.

A ferramenta permite discriminar gastos de todos os deputados federais

O projeto tem como orientador o professor do curso de Estatística, Marcus Nunes, que utilizou como base um módulo escrito em python (Python Software Foundation, 2017) para criar um pacote em R (R Core Team, 2018) com os dados compactados referentes aos pedidos de reembolsos dos deputados federais, com a intenção de difundir estas informações. O próximo passo da plataforma, que continua em desenvolvimento, é utilizar ferramentas de machine learning para detectar possíveis fraudes nos pedidos de reembolso dos parlamentares.

Reembolso

O Estado do Rio Grande do Norte é representado por oito deputados federais, que de acordo com informações da Câmara Federal gastaram juntos o equivalente a R$ 1.199.939,80, apenas no primeiro semestre de 2019, em dados atualizados até o dia 22 de julho. Em média cada um dos representantes gastou R$ 149.992,48, ou seja, 62% do valor total da cota parlamentar à qual cada um tem direito.

O reembolso de gastos com passagens aéreas, telefonia, serviços postais, manutenção de escritórios de apoio, alimentação, hospedagem, aluguel de carros, locação ou fretamento de aeronaves e embarcações, serviço de táxi, pedágio e estacionamento, combustíveis e lubrificantes (até o limite mensal de R$ 6 mil), serviços de segurança, contratação de consultorias e trabalhos técnicos, divulgação de atividade parlamentar, participação em cursos, palestras e congressos e complementação de auxílio-moradia, é previsto em lei, desde que aconteça durante o exercício da atividade parlamentar.

Read More...

Câmara Municipal de Natal

Palhaço Facilita recebe Título de Cidadão Natalense

Natural da cidade de São José da Laje, no interior alagoano, José Nilton Mariano da Silva, o Palhaço Facilita, é o novo cidadão natalense. Com muita alegria, na noite desta quarta-feira (18), ele foi agraciado com o título de Cidadão Natalense de propositura do vereador Dagô do Forró (DEM). Residente há 40 anos na cidade de Natal, o Palhaço Facilita chegou ao Rio Grande do Norte com 13 anos de idade. Aqui, ele construiu uma legião de fãs e foi responsável por levar alegria e muita diversão a pessoas dos diversos bairros da capital, principalmente em áreas mais carentes.

Para a vereadora Divaneide Basílio (PT), que durante sua infância acompanhava os espetáculos, a homenagem é bastante merecida. “Eu acho muito importante, porque circo é uma coisa séria e nós estamos falando de lazer, dentro das possibilidades de as pessoas terem acesso a cultura. Então, logo nós que apoiamos a cultura, não poderíamos estar de fora dessa linda homenagem a esse ícone da nossa cidade, inclusive minha infância foi regada a muita alegria assistindo aos espetáculos do palhaço Facilita”, destacou Divaneide.

Cunhada do homenageado, Amanda Costa fala do orgulho que é ver o palhaço Facilita receber a homenagem da Câmara Municipal do Natal. “Para nós, como família é motivo de orgulho, porque o Palhaço Facilita faz parte da história do estado. Hoje ele não tem mais aquele grande circo, mas o pequeno circo que ele tem beneficia milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade social, levando a arte e a cultura. Então, nós como familiares estamos muito orgulhosos por esse reconhecimento e parabenizamos a Câmara por essa iniciativa”, declarou.

Foto: Verônica Macedo

“Já estava na hora dele receber esse título. É de grande valia, já que ele está há 40 anos no Rio Grande do Norte e é um palhaço de renome. Para nossa arte é um grande incentivo acompanhá-lo recebendo essa homenagem”, acrescentou o presidente da Associação dos Circos do RN, Luciano Nascimento.

José Nilton, o Palhaço Facilita, agradeceu o reconhecimento. “Um homem de circo como eu sou, cheguei aqui muito novo e construí um patrimônio, que foi o povo de Natal e do Rio Grande do Norte. Eu tenho uma coisa que falo: eu não tenho família e ao mesmo tempo eu tenho a maior família do mundo, que é o povo do Rio Grande do Norte e esse é um dos maiores prêmios que eu já ganhei e que vai ficar na minha galeria”, disse Facilita. Ele também explicou como surgiu a ideia de ser o Palhaço Facilita.

“Meu nome não era Facilita, era Desmantelo. Eu era um Desmantelo mesmo, não sabia de nada. Aí no circo que eu trabalhava, Luiz Gonzaga fazia show, e eu ficava pertinho para ver, até o dia que ele chegou e perguntou porque eu não mudava o nome de Desmantelo para Facilita, que era uma música dele. Aí foi sucesso e me deu muita alegria”, explicou.

“Eu antes de ser vereador já gostava de Circo, inclusive já brinquei de palhaço no circo. Então eu vou dar esse título de Cidadão Natalense a ele porque ele merece. Está há 40 anos aqui e estou muito feliz, assim como toda Natal que em cada pedacinho da cidade já teve a oportunidade de se alegrar com os espetáculos e as atrações do circo do Palhaço Facilita”, acrescentou o vereador Dagô do Forró (DEM).

Read More...