Injustiçado? Vini Jr fica fora do top-11 da UEFA

Melhor jogador brasileiro na Europa e astro do Real Madrid, o atacante fica fora dos ranking europeu que reúne os melhores da temporada.
Injustiçado? Vini Jr fica fora do top-11 da UEFA (Foto: UEFA/Divilgação)
Injustiçado? Vini Jr fica fora do top-11 da UEFA (Foto: UEFA/Divilgação)

Divulgada pela UEFA nesta quinta-feira (17), a lista dos melhores jogadores da temporada 2022/2023 despertou uma angústia em muitos torcedores, especialmente os brasileiros. Atualmente o principal destaque do Real Madrid e da Seleção Brasileira, Vinicius Junior esteve fora do top-11.

Certo, que o seu desempenho como atacante na Seleção esteve abaixo do esperado e que o Real Madrid foi eliminado na semifinal da UEFA. Contudo, as atuações de Vini Jr pelos Merengues tem sido muito acima da média.

É compreensível que o título de Lionel Messi com a Argentina e que a primeira conquista da Champions de Kevin de Bruyne e Erling Haaland tenham garantido seus lugares no Top-3. Apesar disso, não ver o melhor jogador Brasileiro na atualidade beliscar nem um lugar entre os 11 melhores é de fato frustrante.

Confira outros nomes na lista:

  1. İlkay Gündoğan – Alemanha e Manchester City (hoje no Barcelona)
  2. Rodri – Espanha e Manchester City
  3. Kylian Mbappé – França e PSG
  4. Luka Modrić – Croácia e Real Madrid
  5. Marcelo Brozović – Croácia e Inter (hoje no Al Nassr)
  6. Declan Rice – Inglaterra e West Ham (hoje no Arsenal)
  7. Alexis Mac Allister – Argentina e Brighton (hoje no Liverpool)
  8. Jesús Navas – Espanha e Sevilha

Ranking coletivo ou individual?

Apesar do futebol ser um esporte coletivo, muito das suas premiações dizem respeito ao desempenho individual dos atletas. Pensando nisso, faz sentido a lista dispor de nomes que não tiveram uma temporada individual tão positiva quanto o jogador Brasileiro, embora sejam peças importantes do coletivo? E pensando nesse sentido, seria esse o motivo pelo qual Vini Jr ficaria fora do ranking? Vale a reflexão.

Quem escolhe os jogadores?

Para integrar a lista primeiro são selecionados um grupo de 11 jogadores. Um conjunto de técnicos da UEFA avalia o desempenho pelas seleções e clubes durante a temporada.

Uma vez selecionados os 11 nomes, estes passam por um júri formado por treinadores de clubes e seleções. Além disso, participam dessa avaliação jornalistas escolhidos pela European Sports Media (ESM).

Desse modo, esse corpo avaliador vota escolhendo os três melhores dentro os 11. O sistema de pontuação é simples, o primeiro leva cinco pontos, o segundo três e o terceiro apenas um. Assim, ao somar todos os pontos, se tem o ranking de jogadores da UEFA. Vale lembrar que como parte do critério, técnicos não podem votar em seus jogadores.

Agora o prêmio está entre Messi, De Bruyne e Haaland e o grande vencedor será conhecido em 31 de agosto. A divulgação ocorrerá durante o sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League, que ocorrerá em Fórum Grimaldi, em Mônaco, na França.

COMPARTILHE: