Mundo

Barcelona se afasta de Ronaldinho Gaúcho por ele declarar apoio a Bolsonaro

(ANSA) – A direção do Barcelona decidiu reduzir as participações do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho como embaixador mundial do clube devido a seu apoio declarado ao candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro.

A informação é do jornal catalão “Sport”, que diz que o posicionamento do ex-craque “surpreendeu o clube”. Segundo o diário, as posições “extremas” de Bolsonaro são “antagônicas aos valores que não apenas o Barcelona encarna, mas também a sociedade em geral”.

“A homofobia, a misoginia e o racismo pregados por Jair Bolsonaro ao longo de mais de 30 anos de carreira política […] são inaceitáveis do ponto de vista azul-grená, já que o Barça é um dos clubes que mais se posicionaram internacionalmente em lado oposto ao de Bolsonaro”, diz o “Sport“.

O Barcelona não criticará abertamente a postura de Ronaldinho, mas “altas esferas” do clube decidiram “diminuir sua presença em atos institucionais”, como eventos de patrocinadores e amistosos de ex-craques. O mesmo deve acontecer com Rivaldo, que também apoia Bolsonaro, de acordo com o jornal catalão.

Ronaldinho declarou voto no candidato do PSL em 6 de outubro, um dia antes do primeiro turno das eleições, com uma foto no Instagram em que ele aparece de costas, vestindo uma camisa da seleção com o número 17.


Observação: o Portal N10 é totalmente contrário a qualquer fake news. Por tanto, se você leitor sentiu alguma dúvida sobre a veracidade da informação e quer conferir em outros canais de notícias, basta procurar no Google. Lá, vai ter como acompanhar na íntegra todos os canais que divulgaram o texto.

Read More...

Destaques, Plantão Policial

Narco Trucks: operação da PF combate facção criminosa que age dentro do RN

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, dia 16 de outubro, a Operação Narco Trucks, objetivando desbaratar um grupo criminoso dedicado ao tráfico de entorpecentes e à lavagem de capitais no Rio Grande do Norte.

Cerca de 90 policiais federais cumpriram, com apoio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da PM/RN, nas cidades de Natal, São José de Mipibu, Tibau do Sul, Parnamirim, Macaíba, Brejinho e Baía Formosa, 20 mandados judiciais de busca e apreensão e 13 mandados de prisão preventiva, além de medidas de sequestro de bens e bloqueios de contas dos suspeitos.

As investigações tiveram início em 2017, quando a PF apreendeu na zona rural de Macaíba, região metropolitana de Natal, aproximadamente 30 kg de cocaína, além de rascunhos e documentos da contabilidade de traficantes detidos naquela ocasião.

PF polícia federal no rn

Elementos de provas existentes nos autos apontam que o principal alvo preso na operação de hoje seria, ainda, líder de um grupo criminoso com atuação no Paço da Pátria e apontado como fornecedor de drogas de uma facção criminosa do RN.

Durante o cumprimento dos mandados, a PF também prendeu um investigado acusado de tráfico que fornecia drogas para Natal e outros municípios como São José do Mipibu, Brejinho e Tibau do Sul, além de ser um dos principais abastecedores de cocaína da praia de Pipa, no Litoral Sul Potiguar.

Os presos estão sendo indiciados e vão responder pelos crimes de tráfico de entorpecentes, lavagem de capitais e organização criminosa, cujas penas máximas, somadas, podem alcançar até 33 anos de reclusão.

*O nome da operação remete ao fato de que 90% do tráfico realizado por esta quadrilha era feito através de caminhões (Truck, em inglês).

Read More...

Destaques, Política

Em evento pró-Haddad, irmão de Ciro Gomes culpa PT por ‘criar’ Bolsonaro

Um ato que deveria ter sido de apoio à campanha de Fernando Haddad (PT), no Ceará, foi marcado pela discussão do senador eleito Cid Gomes (PDT), irmão de Ciro Gomes (PDT), com militantes do Partido dos Trabalhadores.

Escalado para ser o primeiro a discursar, Cid cobrou um pedido de desculpas do PT pelas “besteiras que fizeram”. Cid Gomes disse, ainda, que o partido “criou” Jair Bolsonaro (PSL), que lidera as pesquisas para a Presidência. Ao ser vaiado, disse que o partido vai “perder feio” a eleição se não assumir seus erros, e lembrou que o ex-presidente Lula está preso.

Inicialmente aplaudido, o ex-governador do Ceará cobrou dos petistas presentes que o partido fizesse um “mea culpa” se quisesse vencer a eleição. “Não cabe a mim cobrar mea culpa de ninguém. Eu conheço o Haddad, é uma boa pessoa, tenho zero problema de votar no Haddad”, disse Cid, antes de continuar: “Mas se quiser dar um exemplo pro país, tem que fazer um mea culpa, tem que pedir desculpas, tem que ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira”.

A frase gerou uma reação dividida na plateia. Um deles chamou a atenção de Cid e o senador eleito, apontando para o militante, iniciou uma série de críticas ao partido.

“É assim? É? Pois tu vai perder a eleição. Não admitir os erros que cometeram é pra perder a eleição. E é bem feito. Pois vão, vão, vão e vão perder feio. Vão perder feio! Porque fizeram muita besteira, porque aparelharam as repartições públicas, porque acharam que eram donos de um país e o Brasil não aceita ter dono”, afirmou.

O irmão de Ciro ainda afirmou que “essas figuras que acham que são donos da verdade” criaram Bolsonaro.

Mais críticas

“Não sei por que me pediram para falar. É para fazer faz de conta? Eu faço faz de conta”, disse. Nesse momento, parte da plateia começou a cantar gritos de ordem favoráveis ao ex-presidente Lula, gerando outra crítica de Cid.

“Lula o que? Lula está preso, babaca. O Lula está preso, o Lula está preso, e vai fazer o que?”, afirmou. “Deixa de ser babaca, rapaz, tu já perdeu a eleição”.

Read More...

Destaques, Economia

Abono salarial: pagamento para nascidos em outubro começa nesta terça (16)

Os correntistas da Caixa Econômica Federal que nasceram em outubro começam a receber, a partir desta terça-feira (16), o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS). Os demais beneficiários começam a recebê-lo na quinta (18). Os pagamentos deste mês devem beneficiar 1,8 milhão de trabalhadores e injetar R$ 1,38 bilhão na economia brasileira.

De acordo com a Caixa, a gratificação será para trabalhadores nascidos em outubro e os valores a serem pagos variam entre R$ 80 e R$ 954, de acordo com o tempo de trabalho no ano passado (2017).

Esses pagamentos começaram a ser feitos em julho e têm sido realizados conforme o mês de nascimento do trabalhador. Quem ainda não retirou o dinheiro, pode fazê-lo até 28 de junho de 2019.

Em todo o calendário, serão pagos R$ 16,3 bilhões para 22,3 milhões de trabalhadores. Têm direito os inscritos no PIS ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos. Além disso, é preciso ter trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017, com renda mensal média de até dois salários mínimos.

Calendário PIS

Calendário do abono salarial PIS 2018-2019

Calendário PASEP

Read More...

Destaques, Política

Bolsonaro chega a 59% dos votos válidos e Haddad 41%, diz pesquisa Ibope

A nova pesquisa de intenção de votos do Ibope indica que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) tem 59% das preferências contra 41% das menções a Fernando Haddad (PT), considerando apenas os votos válidos, não computando as respostas de votos em branco, nulo ou indeciso.

Levando em conta todas as respostas da pesquisa de opinião, Bolsonaro lidera com 52% das intenções de voto e Haddad tem 37% das preferências. Conforme o levantamento, 9% responderam estar dispostos a anular ou votar em branco, e 2% disseram não saber ou não quiseram responder.

Votos decididos

Além de perguntar aos entrevistados quem é seu candidato preferido, o Ibope procurou medir o potencial de voto de cada um dos concorrentes. Após citar o nome de cada um dos candidatos, os entrevistadores perguntaram se votariam em cada um dos candidatos “com certeza”, se “poderiam votar” ou “se não votariam de jeito nenhum”. Jair Bolsonaro é o candidato com mais votos declarados e convictos: 41% disseram que votariam nele “com certeza”. O percentual de voto “certo” em Haddad é de 28%.

Rejeição

Diferente dos resultados apurados pelo Ibope no primeiro turno, o índice de rejeição de Jair Bolsonaro é menor em comparação ao de Fernando Haddad. Trinta e cinco por cento não votariam de jeito nenhum no candidato do PSL, enquanto a rejeição do petista é de 47%.

O levantamento do Ibope ouviu 2.506 pessoas no sábado e domingo (13 e 14 de outubro). Assim como outras pesquisas de intenção de voto do instituto, a margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A margem de confiança é de 95%.

A pesquisa do Ibope, contratada pelo jornal O Estado de S. Paulo e pela Rede Globo, foi registrada na semana passada na Justiça Eleitoral (BR-01112/2018). No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), estão disponíveis o questionário do levantamento e os locais onde a pesquisa foi aplicada.

Read More...