CR7, Messi ou Neymar: quem vai receber o maior salário da temporada?

A batalha salarial entre Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar é, sem dúvidas, um reflexo da grandiosidade de seus talentos e contribuições ao esporte
CR7, Messi ou Neymar: quem vai receber o maior salário da temporada?
CR7, Messi ou Neymar: quem vai receber o maior salário da temporada? (Fotomontagem / Divulgação)

Em um cenário futebolístico global cada vez mais competitivo, o salário dos jogadores é, sem dúvida, uma das variáveis mais observadas e comentadas. Este ano, três nomes despontam como os maiores salários: Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo (CR7). Mas quem realmente lidera essa corrida?

Quanto Neymar vai ganhar no Al-Hilal?

Neymar, o astro brasileiro, assinou recentemente um contrato com seu novo clube (o Al-Hilal) e promete embolsar impressionantes 160 milhões de euros (R$ 861 milhões) por temporada, segundo informações do portal Ge. Com tal quantia, sem dúvida ele figura entre os mais bem remunerados do planeta. No entanto, Neymar ainda não assume o topo dessa lista.

Cristiano Ronaldo: o maior salário do mundo

Enquanto Neymar celebra seu contrato milionário, Cristiano Ronaldo, o craque português de 38 anos, leva a coroa de jogador mais bem pago no mundo do futebol. Depois de uma transferência surpreendente para o futebol saudita em dezembro, Ronaldo agora recebe quase 200 milhões de dólares (aproximadamente R$ 1 bilhão) por ano no Al-Nassr, segundo a imprensa europeia. Além disso, seu contrato prevê benefícios adicionais. Até 2025, o acordo com o clube árabe garante a Ronaldo cerca de 500 milhões de dólares (em torno de R$ 3 bilhões) – um montante livre de impostos – e uma casa luxuosa em Riade.

Messi: benefícios além do salário

Lionel Messi, por outro lado, fez uma movimentação recente rumo ao Inter Miami, nos Estados Unidos. Embora o argentino de 36 anos tenha um salário anual de 60 milhões de euros (cerca de R$ 320 milhões), conforme informado pela BBC, seus ganhos não param por aí. Messi também se beneficiará de acordos comerciais e de patrocínio, incluindo uma fatia dos assinantes do serviço pay per view da liga e lucros provenientes da Adidas, fornecedora oficial da MLS. E, para adicionar um toque extra, os proprietários do Inter Miami lhe ofereceram a chance de obter uma porcentagem do clube após sua aposentadoria.

A batalha salarial entre Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar é, sem dúvidas, um reflexo da grandiosidade de seus talentos e contribuições ao esporte. Enquanto Ronaldo atualmente reina em termos de salário, Messi e Neymar têm contratos e benefícios significativos que ampliam seus rendimentos.

COMPARTILHE: