Como o Fluminense pode surpreender o Internacional?

Após empatar no Maracanã, o jogo de volta no Beira-Rio deverá ter ritmo intenso e tem tudo para ser uma partida aberta e propositiva.
Como o Fluminense pode surpreender o Internacional? (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC)
Como o Fluminense pode surpreender o Internacional? (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC)

É chegada a hora da decisão da primeira vaga na final da Conmebol Libertadores. Na noite desta quarta-feira (04), Internacional x Fluminense estarão frente a frente uma última vez nesta edição da principal competição do continente.

Após empatarem no Maracanã, em um dos melhores jogos da temporada brasileira, as equipes chegam para decidir a vaga no Beira-Rio. A casa colorada, será o cenário final deste confronto e pode abrigar um dos jogos mais francos da Libertadores.

Jogando em sua casa, o Internacional deverá levar a campo um esquema de jogo semelhante ao usado na primeira partida. Contudo, diante do seu torcedor e em um momento decisivo, o Colorado deverá assumir uma postura ainda mais ofensiva.

Do outro lado pouca coisa deve mudar, salvo a troca obrigatória de Samuel Xavier (suspenso) provavelmente por Guga, Fernando Diniz deve levar a campo um esquema bem parecido. Contudo, diante do risco envolvido na partida o treinador pode optar por uma mudança no meio-campo, a entrada de Alexsander no lugar de John Kennedy.

O Fluminense pode surpreender o Internacional?

No Fluminense o técnico Fernando Diniz tem explorado formas diferentes de atuar. O futebol ofensivo e de alto risco praticado pela equipe tem sido a “fórmula secreta” hora para o sucesso, hora para o fracasso.

Nesta Libertadores, por exemplo, o Fluminense conseguiu surpreender duas vezes o Olimpia fazendo basicamente a mesma coisa. O esquema ultra ofensivo, com dois atacantes de área e dois pontas foi decisivo para vencer no primeiro jogo. Além disso, ao manter o mesmo esquema para segunda partida, quando a expectativa era de ser mais defensivo, o treinador surpreendeu a equipe paraguaia e ganhou o jogo.

Agora contra um Internacional superior tecnicamente ao Olimpia e que deixa pouco a dever ao próprio Fluminense, a história pode ser outra. Após escalar o mesmo esquema ofensivo usado na fase anterior da competição, Diniz chega ao Beira-Rio podendo fazer pouco para surpreender.

Além das mudanças mais óbvias, como a entrada de Alexsander e Guga na equipe principal, há pouco que possa ser feito. Entre as opções restantes, uma opção pode surpreender e mudar o time contra o Internacional.

A mudança consistiria em jogar sem lateral-direito. Dando oportunidade a Alexsander de segurar junto com Arias e John Kennedy, a marcação pelo lado esquerdo do ataque colorado.

Nesta opção, a equipe ganharia um homem com mais qualidade no meio campo, mas teria de deslocar John Kennedy para a esquerda do ataque e recuar Arias nas fases defensivas. Ao mesmo tempo na fase ofensiva ganharia força para fazer uma pressão inicial por abrir o placar e controlar a posse na etapa final de jogo.

Risco calculado

Apesar de arriscada essa é uma das poucas coisas que o treinador do Fluminense pode realmente fazer para surpreender Eduardo Coudet no Beira-Rio. Contudo, vale lembrar que os riscos de jogar desta forma não apenas exigiria um esforço e dedicação tática surpreendentes da equipe, como obrigaria Diniz a dobrar aposta já muito alta.

Um jogo que você não pode perder

Internacional x Fluminense se enfrentam no Beira-Rio, nesta quarta-feira (04), às 21h30 (horário de Brasília). A partida decidirá o primeiro finalista da Libertadores 2023. Clique e confira onde assistir ao duelo.

COMPARTILHE: