Tamanho Família: carros de 7 lugares têm espaço no mercado brasileiro?

maio 14, 2019 1 Por Rafael Nicácio
Tamanho Família: carros de 7 lugares têm espaço no mercado brasileiro?

Famílias grandes geralmente têm dificuldade de planejar uma viagem de carro. Com apenas 5 lugares em modelos comuns, é sempre difícil acomodar todas as bagagens e pessoas que fazem parte do grupo. Para isso, o mercado automotivo passou a disponibilizar opções de 7 assentos, que passaram a ser preferência de quem dividia, apertado, um espaço na excursão com os parentes.

Para ajudar os consumidores interessados em adquirir um veículo de 7 lugares, a KBB Brasil, referência em precificação de carros novos e usados, analisou o comportamento de mais de um milhão de visitantes únicos mensais e identificou que 1,46% das buscas realizadas no site são direcionadas a esse nicho. Vale ressaltar que os resultados são baseados nos modelos com 7 lugares de série, logo, os que possuem o assento opcional não foram considerados com destaque.

Queridinhos dos brasileiros

Entre marcas japonesas e norte-americanas, o TOP 5 veículos do segmento mais buscados pelos brasileiros – com opção de 7 lugares de fábrica – são o Mitsubishi Pajero, Chevrolet Spin, Chevrolet TrailBlazer, Toyota SW4 e o Dodge Journey, respectivamente.

Mitsubishi Pajero

O grande destaque de buscas é o Mitsubishi Pajero, que bateu o índice de 36,85% de interesse dos brasileiros, posicionando-se como preferido na categoria 7 lugares. Em seguida, o Chevrolet Spin apresenta menos da metade do interesse de busca do Pajero, com uma taxa de 16,99% de buscas no site. Na terceira posição, o Chevrolet TrailBlazer aparece com um share de 7,7% dentre os demais veículos com 7 lugares.

Desvalorização

Nessa categoria da análise, a KBB Brasil comparou nove modelos/versões de veículos que possuem, necessariamente, versões com 5 e 7 lugares. Dessa maneira, é possível compreender qual versão apresenta maior ou menor taxa de desvalorização ao longo de sua existência.

Dos nove veículos utilizados no levantamento, 7 deles apresentam menor índice de desvalorização nas versões com 5 lugares. Isso significa que em 80% dos casos analisados é possível visualizar esse comportamento.

Os 20% restantes, os quais as versões com 7 lugares desvalorizam menos que as com 5, concentram-se em dois carros. O Toyota SW4 SRX 2.8, que ao longo de dos anos apresenta uma taxa de desvalorização de -5,06%, bateu 0,29% a menos do que sua versão de 5 lugares. As versões do SW4 também são as que menos perdem valor ao longo do tempo. Já o carro de 7 lugares Mitsubishi Pajero Full HPE 3.8 apresentou uma taxa de -11,29%, finalizando com 0,35% a menos de desvalorização quando comparado à versão com 5 lugares.

Diante dessas informações, é possível concluir que as opções de veículos de 7 lugares contam com um maior índice de desvalorização quando comparados aos seus semelhantes de 5 lugares ou, na melhor das hipóteses, conseguem manter um empate técnico.