Quatro clubes brasileiros estão entre os que possuem escudos mais bonitos do mundo

A avaliação foi feita pela revista britânica "Four Fourt Two" e elegeu os 100 escudos mais bonitos do mundo. Confira quais são!
Quatro clubes brasileiros estão entre os que possuem escudos mais bonitos do mundo (Imagem: Fotomontagem ilustrativa)
Quatro clubes brasileiros estão entre os que possuem escudos mais bonitos do mundo (Imagem: Fotomontagem ilustrativa)

Em um levantamento divulgado nesta semana, a revista britânica “Four Fourt Two” criou uma lista elegendo os escudos mais bonitos do mundo. Ao todo a listagem traz os nomes de 100 clubes entre os quais se destacam apenas quatro clubes brasileiros.

Ao lado de escudos de Barcelona, Bayern de Munique e Inter de Milão, estão os brasileiros Chapecoense, Fluminense, Palmeiras e Vasco. A lista não enumera por posições, mas destaca os escolhidos em ordem alfabética.

A FFT destacou os elementos que os fizeram escolher os quatro clubes brasileiros. Sobre a Chapecoense, a revista destacou a estrela que foi inserida pelo clube em seu emblema. A ideia da Chape foi de homenagear as vítimas do trágico acidente de avião que vitimou jogadores, membros da comissão e do staff do clube em 2016 (ao todo 71 pessoas).

Sobre o Fluminense a revista enalteceu as cores escolhidas e também os traços góticos nas letras usadas nas iniciais do clube no centro do escudo. Outro ponto levado em consideração refere-se a autenticidade do escudo que foi classificada como: “exatamente o que se espera de um time que joga no Maracanã”.

Quanto ao escudo do Palmeiras, as cores novamente chamaram a atenção da revista, além do design, que foi classificado como um dos “favoritos”. A FFT também enalteceu a história do clube e o vínculo com os imigrantes italianos.

Por último, mas não menos importante, o Vasco entrou para a lista pela homenagem ao explorador português do século XV Vasco da Gama. Os traços, que podem ser facilmente reconhecidos em seu escudo, foram fundamentais na escolha. Nesse sentido, a FFT enalteceu a riqueza histórica representada no símbolo maior do clube.

Outros escolhidos na lista

Como era de se esperar a maioria dos clubes escolhidos são europeus, contudo a lista também destaca outros clubes sul-americanos, como o Colo-Colo, do Chile, e o Boca Juniors, da Argentina. Além disso, sete clubes dos EUA, entre eles o Inter Miami, do craque Lionel Messi, também estão entre os escolhidos pela revista.

O grande destaque ficou por conta dos clubes ingleses, 22 escudos da lista pertencem a clubes da Terra do Rei. Entre eles, destaques para Arsenal, Liverpool, Manchester City, Manchester United e Tottenham.

Com as atenções voltadas ao novo campeonato Saudita, poderia se esperar que um dos clubes que integram a competição estivesse presente. Contudo isso não aconteceu, apesar disso três clubes egípcios estão presentes na lista Al Ahly, Pyramids FC e Zamalek. Raja Casablanca e Wydad Casablanca, do Marrocos também estão na lista. Além de Kaizer Chiefs, da África do Sul.

Confira a lista completa dos 100 escudos escolhidos pela “Four Four Two”:

  • 1860 Munique (Alemanha)
  • Aberdeen (Escócia)
  • Milan (Itália)
  • Ajax (Holanda)
  • Al Ahly (Egito)
  • Arsenal (Inglaterra, de 1936 a 1949)
  • Bari (Itália, de 2011 a 2013)
  • Roma (Itália)
  • Atalanta (Itália)
  • Atlanta United (EUA)
  • Atlético de Madrid (Espanha)
  • Barcelona (Espanha)
  • Basel (Suíça)
  • Bayern de Munique (Alemanha)
  • Benfica (Portugal)
  • Birmingham (Inglaterra)
  • Blackburn (Inglaterra)
  • Boca Junior (Argentina)
  • Bohemians (República Tcheca)
  • Bolton (Inglaterra)
  • Borussia Dortmund (Alemanha)
  • Borussia Mönchengladbach (Alemanha)
  • Bristol City (Inglaterra)
  • Buriram United (Tailândia)
  • Caen (França)
  • Celta de Vigo (Espanha)
  • Celtic (Escócia)
  • Chapecoense (Brasil)
  • Chicago Fire (EUA)
  • Colo-Colo (Chile)
  • Copenhague (Dinamarca)
  • CSKA Moscou (Rússia)
  • Deportivo Veracruz (México)
  • Duisburg (Alemanha)
  • Elfsborg (Suécia)
  • Estrella Roja (Venezuela)
  • Fenerbahçe (Turquia)
  • Fluminense (Brasil)
  • Forest Green Rovers (Inglaterra)
  • Galatasaray (Turquia)
  • Hamburgo (Alemanha)
  • Hansa Rostock (Alemanha)
  • Heerenveen (Holanda)
  • Guangzhou Evergrande (China)
  • Inter Miami (EUA)
  • Inter de Milão (Itália)
  • Kaizer Chiefs (África do Sul)
  • Karlsruher (Alemanha)
  • Kashiwa Reysol (Japão)
  • Kerala BLasters (Índia)
  • Colônia (Alemanha)
  • Leeds (Inglaterra, de 1973-1974 e 1977-1978)
  • Levante (Espanha)
  • Leicester (Inglaterra, de 1983 a 1992)
  • Lincoln City (Inglaterra)
  • Liverpool (Inglaterra)
  • Luton Town (Inglaterra)
  • Manchester City (Inglaterra, de 1976 a 1978)
  • Manchester United (Inglaterra, de 1970 a 1973)
  • Minnesota United (EUA)
  • New England Revolution (EUA)
  • Newcastle (Inglaterra, de 1983 a 1988)
  • Newell’s Old Boys (Argentina)
  • Notts County (Inglaterra)
  • OL Reign (EUA)
  • Oldham Athletic (Inglaterra)
  • Olympique de Marselha (França, de 1972 a 1986)
  • Olympiacos (Grécia)
  • Palmeiras (Brasil)
  • Paris FC (França)
  • PSG (França, de 1992 a 1996)
  • Pescara (Itália)
  • Portland Thorns (EUA)
  • Porto (Portugal)
  • PSV (Holanda)
  • Pumas (México)
  • Pyramids FC (Egito, de 2018 a 2020)
  • Raja Casablanca (Marrocos)
  • Real Madrid (Espanha)
  • Real Sociedad (Espanha)
  • River Plate (Argentina)
  • Salford City (Inglaterra)
  • Sampdoria (Itália)
  • San Lorenzo (Argentina)
  • Scunthorpe (Inglaterra)
  • Sevilla (Espanha, de 1918 a 1921)
  • Sheffield Wednesday (Inglaterra)
  • Sporting Gijón (Espanha, de 1950 a 1974)
  • Tijuana (México)
  • Tottenham (Inglaterra)
  • TP Mazembe (República Democrática do Congo)
  • Valencia (Espanha)
  • Vasco (Brasil)
  • Werder Bremen (Alemanha)
  • West Bromwich Albion (Inglaterra)
  • Wydad Casablanca (Marrocos)
  • Yokohama Marinos (Japão)
  • Young Boys (Suíça)
  • Zamalek (Egito)
  • Zenit (Rússia)

COMPARTILHE: