Destaques, Tecnologia

CEO da Apple, Tim Cook ameaçou excluir Uber da App Store

UBER
Foto: Fernanda Carvalho/Fotos Publicas

Segundo informações do jornal americano The New York Times, foi descoberta no último domingo (23), uma violação considerada grave pelos termos da empresa Apple, e que vem acontecendo desde 2015. É que a Uber vem utilizando, secretamente, uma estratégia para descobrir iPhones que excluíam o App dos aparelhos. O CEO da Apple, Tim Cook, ameaçou excluir o empresa de viagens da App Store.

Uma prática considerada irregular pela Apple, chamada fingerprinting, levou a Uber enfrentar problemas devido à farsa, enquanto estava tentando se estender para a China. De acordo com o artigo, ela (Uber) conseguiu elaborar uma forma de rastrear um iPhone, mesmo depois que seu aplicativo fosse excluído do aparelho ou mesmo se fosse restaurado de fábrica.

De acordo com a Uber, o rastreamento é uma forma de impedir que golpistas instalem o aplicativo em um celular roubado e façam corrida. Informou também, que técnicas similares são utilizadas para detectar e bloquear logins suspeitos, protegendo as contas de seus usuários.

A empresa também informou à imprensa que continuará monitorando os aparelhos, mas que fará diferente, para não descumprir as regras da empresa da maçã.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.