Curiosidades, Destaques

Vaquinha para “libertação de Lula” está entre as 10 maiores arrecadações do semestre

LULA PF CONDUÇÃO COERCITIVA

A Copa do Mundo não afetou as arrecadações das vaquinhas virtuais. O site Vakinha, maior plataforma do setor, está finalizando o primeiro semestre de 2018 com 70 mil novas campanhas abertas, com previsão de arrecadar R$ 20 milhões contra R$ 17 milhões do mesmo período do ano passado.

“A média de abertura de vaquinhas manteve-se praticamente a mesma, de quase 12 mil novas campanhas por mês, mas o valor total arrecadado é superior”, afirma Cristiano Meditsch, diretor de marketing.

Entretanto, o número de campanhas ligadas ao esporte cresceu cerca de 30% ao longo deste ano, saltando de 352 em janeiro para 462, depois de ter um pico de 457 em março, totalizando arrecadação de mais de R$ 568 mil, somente no primeiro semestre de 2018.

No ranking de doações, as campanhas ligadas à saúde mantêm a liderança com movimentação de mais de R$ 500 mil entre as cinco primeiras do ranking do primeiro semestre.

Uma campanha de arrecadação contra a prisão de Lula ocupa o oitavo lugar, enquanto a ajuda destinada para o italiano Elio Somaschini que naufragou no litoral de Sergipe, quando ao tentava dar a volta à América em seu iate, onde morava há dez anos, está em sétimo.

“Para o segundo semestre, devemos manter o mesmo nível de crescimento, comprovando que mesmo com crise, Copa do Mundo e eleições as pessoas não deixam de ser solidárias com quem precisa”, avalia o diretor de marketing.

Vaquinha para libertação de Lula está entre as dez maiores arrecadações do semestre

Sobre o Vakinha

Criado em 2009 por empreendedores gaúchos, o Vakinha é a primeira fintech brasileira de crowdfunding. Em 2015 a arrecadação do site foi de R$ 8 milhões, indo para R$ 18 milhões em 2016, fechando 2017 com R$ 37 milhões.

O Vakinha foi apontado como uma empresas de crowdfunding para se ter no radar dos investidores na América Latina pelo estudo “Empreendimento Fintech na América Latina”, feito pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Finnovista, organização que fomenta o desenvolvimento de fintechs. O estudo identificou 703 empreendimentos em 15 países, com uma oferta de soluções que inclui todos os segmentos e tecnologias observados a nível global.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.