Variedades

Saiba quem é o profissional por trás dos Eventos Culturais

Eventos, festas, shows e tudo relacionado a cultura são especialidades dos Produtores Culturais. Esse profissional é responsável por todas as etapas de produção das manifestações culturais. Seu trabalho se inicia no planejamento do projeto, passa pela captação de todos os recursos necessários até a execução final do espetáculo.

É o produtor cultural quem faz a ponte entre os setores de criações artísticas e de gestão dos projetos culturais. A depender do perfil ou da necessidade do evento ou do cliente, esse profissional se envolve em questões operacionais e no desenvolvimento gerencial de todas as atividades solicitadas.

Desenvolve ações em centros culturais e participa de programas de preservação do patrimônio histórico ao trabalhar com instituições privadas e analisa pedidos de patrocínios, sendo responsável pela distribuição do orçamento destinado para eventos, ao trabalhar em empresas privadas.

Marcos Damasio é produtor cultural e se interessou pela profissão através de uma conversa com a equipe técnica que trabalhava em uma formatura, no ano de 2013. “Tudo isso começou quando me envolvi nos bastidores das formaturas”, conta.

Trabalhando neste ramo desde então, Damasio sempre gostou de inovar. Participando de bastidores e observando a movimentação, novas ideias foram surgindo para abrilhantar ainda mais esse momento tão especial para os formandos. “O desafio era trazer outro conceito de formatura. Com isso, surgiu o palco duplo, as luzes direcionadas, o Projeto Árvore, estúdio temático”, lista Damasio, sempre empolgado ao falar do seu trabalho. 

Mas nem tudo são flores. As dificuldades enfrentadas pelo produtor cultural são inúmeras. É preciso estar em sintonia com a equipe, preparar um plano logístico para que o evento seja executado da melhor forma possível, alinhar expectativas com o cliente, explicas as etapas do evento para que tudo seja realizado em perfeita harmonia, beneficiando todos os envolvidos.

“Tudo começa com pequenas conversas, que me ajudam a identificar o que podemos construir juntos. Depois, vem a construção do projeto da festa. Este é um processo muito minucioso que requer a análise do que realmente irá atender as necessidades. Por fim, vem o orçamento, tendo como inspiração os desejos do cliente para montar um projeto diferenciado e fazer como que o evento seja singular e exclusivo”, diz Damasio ao explicar como na sua concepção o trabalho deve ser realizado.

E você, tem o sonho de atuar como Produtor Cultural? O Educa Mais Brasil pode te ajudar a ingressar nesta graduação. O Educa Mais é o maior programa de inclusão educacional do país que oferece bolsas de estudo com descontos de até 70%. Acesse o site e pesquise o melhor curso para sua realidade. A inscrição é gratuita.

Read More...

Variedades

Será que os jogos de azar vão ser legalizados no Brasil?

O Brasil tem desde a década de 40 a proibição de jogos de azar no país, mas isso poderá ser modificado. Há várias dúvidas sobre se os jogos de azar e apostas esportivas serão legalizados no Brasil, já que há tantos pontos positivos como também pontos negativos.

Dentro do Congresso Nacional Brasileiro há dois projetos para legalizar os jogos de azar, um deles no Senado e outro na Câmara dos Deputados. O do Senado se chama: Projeto de Lei do Senado Nº186 de 2014. Já o a Câmera dos Deputados se chama: Marco Regulatório dos Jogos no Brasil.

Além disso, há um terceiro projeto chamado MPV 846/2018 no qual foi aprovado para dedicar os recursos das loterias para cultura e para o esporte, o que poderia acontecer também com todas as formas de apostas esportivas. Mas, este projeto não foi assinado pelo presidente Temer.

Jair Bolsonaro que entrou no poder em Janeiro de 2019 já afirmou que gostaria de legalizar os jogos de azar e apostas esportivas durante o seu governo para colocar o Brasil ao mesmo nível de grande parte dos países de economia globais tal como os Reino Unido, Estados Unidos e até mesmo Portugal.

Tanto os jogos de azar e apostas esportivas estariam dentro do Ministério da Fazenda, o qual poderia autorizar ou licenciar qualquer empresa que gostaria de oferecer este serviço tanto em ambientes físicos como em ambientes virtuais.

Além disso, caberia a este ministério escolher como este licenciamento aconteceria e quais valores seriam cobrados dessas empresas para atuarem dentro do território brasileiro sejam em espaços físicos, como casinos e casas de apostas, ou online. Veja abaixo alguns dos pontos positivos e negativos da aprovação das apostas esportivas:

Os pontos positivos da aprovação da legalização dos jogos de azar

Os pontos positivos seriam a arrecadação de impostos e de tributos, a criação de uma rede de empregos tanto diretos como indiretos, e colocar o Brasil no mesmo nível de outras economias que já aprovam essa prática.

Mas para que tudo isso aconteça é preciso que o governo tome as medidas necessárias de forma a ter todas essas ações positivas, já que é preciso um gerenciamento complexo para garantir tanto uma alta arrecadação de impostos e como também empregabilidade.

Os pontos negativos da aprovação dos jogos de azar

Os pontos negativos poderiam ser a criação de um lobby dentro dessa indústria, no qual apenas um grupo seria beneficiado, a possibilidade de corrupção associada, caso a organização do sistema o permitisse, e até mesmo o vício no jogo do qual algumas pessoas poderiam ser vítimas.

Ao mesmo tempo que esses pontos negativos poderiam acontecer, o governo poderia realizar programas contra eles de maneira a evitar o lobby, dando oportunidade para todos os empresários de forma igualitária e também criando políticas de uso consciente dos jogos de apostas. Hoje dentro do Brasil há grupos que lutam para a legalização dos jogos de azar, um deles é a organização não governamental, o Instituto Brasileiro Jogo Legal – IJL o qual quer promover esse licenciamento e regulamentação, além disso, também quer promover o jogo responsável, cobrindo tanto os pontos positivos e os pontos negativos citados acima. Agora é esperar para os próximos passos do governo de Bolsonaro em relação a essa matéria, o qual poderá conduzir a uma mudança no Brasil, rompendo com uma política que já tem mais de 70 anos no país.

Read More...

Variedades

Storytelling: o que é e como contar histórias envolventes?

Storytelling é o ato de contarhistórias por meio de enredo elaborado e de narrativa envolvente, utilizandopalavras e recursos audiovisuais. A técnica ajuda a promover uma marca, venderserviços de forma indireta, com caráter persuasivo. O storytelling é utilizadocom frequência no Marketing e na Publicidade e, com certeza,você já foi impactado com alguma propaganda com essa técnica na TV.“Storytelling é uma forma de arte muito antiga e uma valiosa forma de expressãohumana usada de diversas maneiras”, definição do National Storytelling Network(NSN).

A narrativa é uma forma natural de expressão da mente humana. Quando somos crianças, brincamos em formato de narrativa sem que ninguém tenha nos ensinado como fazer isso. A comunicação entre os adultos também usa este recurso, de uma forma um pouco mais sofisticada, com o objetivo de encantar e impressionar um determinado público. A estratégia funciona, basicamente, com os mesmos conceitos: utilizando histórias para apresentar fatos

Qual a importância do storytelling para uma marca?

O storytelling é uma ferramenta importante e atual, utilizada para promover diferentes sentimentos nas pessoas, a técnica apela para um lado mais sensível, artístico e que remeta emoções. Uma boa história precisa ser autêntica, criativa, cria uma conexão emocional e pessoal, inspira ação e comunica-se diretamente com o interlocutor. Quando a marca tem uma narrativa interessante e apresenta o seu produto ou serviço de forma sutil e cativante, o seu potencial cliente fica mais próximo dela, criando uma relação entre o consumidor e a empresa. 

Um design eficiente também faz parte de um bom storytelling. A disposição de imagens de qualidade, palavras-chave e textos criativos e compreensível permite que o conteúdo seja absorvido e gere resultado para empresa. A história precisa ser contada com início, meio e fim, sendo capaz de interligar eventos que fazem sentido para a marca e ainda incentivar a geração de expectativas do público da marca, que serão construídas em parceria com ele. 

Read More...

Curiosidades, Destaques

Estudo mostra que 259 pessoas já morreram tirando selfie

(ANSA) – A busca pelo ângulo ideal em uma selfie matou ao menos 259 pessoas entre os anos de 2011 e 2017, de acordo com um estudo realizado por pesquisadores da Journal of Family Medicine and Primary Care.

A pesquisa, republicada pela Biblioteca Nacional de Medicina nos Estados Unidos, aponta que a maioria das mortes ocorreu em cumes de montanhas, prédios altos e em lagos. Dentre as causas mais comuns de morte, estão o afogamento, acidentes de trânsito e quedas. No entanto, morte por animais, choques elétricos e fogo também aparecem constantemente no relatório.

Gavin Zimmerman, de 19 anos, caiu de um penhasco em New South Wales, na Austrália, e morreu em julho deste ano enquanto tirava selfies. Tomer Frankfurter também morreu pela mesma causa, em setembro do ano passado, após cair de 250 metros no Parque Nacional de Yosemite, nos EUA.

Esse compilado de notícias foi a principal fonte do estudo, já que “selfie” nunca está inscrita como causa da morte. Diante disso, os pesquisadores creem que o real número de mortes possa ser maior. Em 2011, foram registradas somente três mortes por selfies, mas o número subiu para 98 em 2016, e 93 em 2017.

Os estudiosos descobriram ainda que mortes relacionadas a selfies são mais comuns na Índia, Rússia, Estados Unidos e Paquistão, e 72,5% das vítimas são homens. “Acidentes de carro por estarem posando para selfies são relatados como morte por acidente de trânsito”, observou o estudo.

Read More...

Destaques, Variedades

Confira algumas dicas para quem desejar ter plantas e flores em casa

Hoje (22.09) é o início da Primavera, estação caracterizada pelo desabrochar das flores, chuvas e pelo aquecimento da temperatura. Nessa estação, o clima também se torna mais ameno, ou seja, nem muito frio e nem muito quente. Com um momento tão propício, porque não começar a cultivar umas plantinhas?

A designer de interiores Virginia Santa Bárbara sabe bem a importância das plantas em uma casa e não abre mão de usá-las em seus projetos de decoração. “Sempre uso flores em todos os meus espaços. O verde traz vida, beleza e aconchego para cada cantinho”, pontuou. Apesar de gostar muito das flores, segundo Virginia, o que mais cresce é o predominância do verde, principalmente, nos jardins verticais.

Virginia trabalha há mais de dez anos como Design de Interiores e acredita que as plantas contribuem para que as pessoas se tornem mais humanizadas e tranquilas. “Tem clientes que fazem das plantas uma espécie de relaxamento. Elas preparam um cantinho único para elas e usam como local de reflexão”, conta. Mas há quem, por conta da rotina intensa, prefira utilizar as plantas artificiais. Algumas são imitações tão perfeitas que é quase impossível perceber a diferença. “Além de garantir beleza e sofisticação ao ambiente, as plantas artificiais ainda facilitam o dia a dia das pessoas”, assegurou.

Investir na decoração verde vai muito além de embelezar os ambientes. De acordo com uma pesquisa realizada pela Nasa, plantas podem funcionar como uma peneira de poluição dos ambientes fechados, especialmente quando próximas as janelas. No entanto, na hora de cultivá-las, é importante que o ambiente tenha uma luminosidade natural. Isso, porque as plantas precisam passar pelo processo de fotossíntese. Deixar uma janela aberta pode ser uma opção para resolver esse pequeno problema.

Amor de gerações

Dalton Santana, de 23 anos, sempre se interessou pela estética das plantas – (Foto: Divulgação / EB)

O estudante de Ciências Sociais, Dalton Santana, de 23 anos, sempre se interessou pela estética das plantas, dos cuidados com elas e pelo retorno que trazem. Por esse motivo, fazia parte da sua rotina conhecer sempre um pouco mais sobre esse universo. “Eu sempre gostei muito dos cactos, suculentas e samambaias”, contou. Foi em 2015, que Dalton ganhou da sua mãe o seu primeiro cacto e, a partir daquele momento, ele deixou florescer o amor pelas plantas e começou a se dedicar a sua pequena coleção.

“Geralmente, as pessoas costumam comprar plantas que já venham com flores, mas acompanhar esse processo é gratificante. Por isso, gosto tanto dos cactos. Eles são plantas que muitas pessoas rejeitam, mas florescem e dão plantas bem bonitas”, conta Dalton, que está com um novo projeto.

Agora no início da Primavera, ele vai começar a vender cactos, suculentas e algumas plantas comuns que sua mãe tem em casa e ele está aprendendo a cultivar. “Essas plantas são ótimas para cultivar dentro e fora de casa”. O estudante vai comercializar as mudas e plantinhas em um página no Instagram intitulada @cactou.s – mas ele já divulga o seu amor pelo cultivo de plantas em sua página pessoal (@dalton.st).

Confira 5 plantas para ter dentro do seu apê e deixá-lo um charme

  1. Antúrio – Pode ser usado em vasos ou em pequenos jardins, mas sempre à meia sombra. Deve ser regado de três a quatro vezes na semana, pois é uma planta que pede mais umidade.
  2. Lírios da Paz – Esta planta consegue ter sua flor mesmo na sombra. Evite deixá-la ao sol e mantenha sempre a terra bem úmida. Deve ficar próxima de uma janela ou ambiente quente do seu apartamento.
  3. Violeta – Ela é uma ótima opção para pequenos vasos em qualquer canto da casa, desde que não pegue luz solar diretamente. Apesar de ser uma planta super delicada, se adapta bem dentro de apartamento. Água somente para deixar o solo úmido farão com que seus vasos exibam flores o ano todo.
  4. Rosa de Pedra – É uma planta suculenta, ou seja, aguenta ficar dias sem ser regada. Além disso, é muito versátil – pode ser utilizada em mini jardins, quadros e nos mais diversos tipos de vasos.
  5. Jade – Essa planta parece uma mini árvore. Ela demora um pouco mais para florescer. Deixe-a em um local que receba um pouco de sol direto durante o dia e mantenha o solo úmido, mas não encharcado.

Read More...