Negócios

‘Promoção Vitarella 25 anos irresistíveis’ traz grandes prêmios de aniversário

A Vitarella, marca líder de biscoitos no Brasil, está completando 25 anos e para comemorar essa data lança a maior promoção da sua história: ‘Promoção Vitarella 25 anos irresistíveis’. Serão mais de um milhão de reais em prêmios.

É superfácil participar: na compra de 3 produtos de qualquer item da marca Vitarella, o consumidor deve cadastrar o cupom fiscal no site www.promovitarella.com.br, guardar o cupom fiscal e torcer. Serão prêmios instantâneos de R$ 1 mil reais todos os dias, além de sorteios semanais de R$ 50 mil e um grande prêmio final de R$ 500 mil reais. E na compra de qualquer produto das famílias Cracker, Maria, Maizena, Recheado ou Wafer, as chances de ganhar são em dobro. Não dá para resistir!

“A Vitarella faz aniversário, mas quem ganha o presente são os consumidores. Nesta data tão importante, não podíamos deixar de fazer uma campanha especialmente para eles”, explica Luiza Medeiros, gerente de produto da Vitarella.

Segundo Luiza, “a campanha conta com um forte investimento em material de ponto de venda e, nos próximos dias, estará presente em diversas mídias, como TV, rádio, digital e anúncios em revistas, nos estados de Alagoas, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe, Pará, Rio de Janeiro e São Paulo”.

Para mais informações do regulamento, acesse o site da promoção (www.promovitarella.com.br). Além disso, foi criado também um SAC exclusivo para o consumidor, pelo telefone 0800-887-0481, ou e-mail promo25anos@promovitarella.com.br.

Read More...

Educação

Bibliotecas digitais têm promovido o acesso a obras literárias e acadêmicas

O hábito da leitura é de extrema importância para somar informações e, principalmente, para adquirir novos conhecimentos. O acesso à leitura está cada vez mais fácil graças às bibliotecas digitais que têm buscado digitalizar todos os conteúdos e obras literárias. Obras de Machado de Assis ou teses de doutorado aprovadas nas melhores universidades do mundo podem ser lidas e acessadas com apenas um click. Isso se tornou possível graças às bibliotecas digitais, plataformas construídas por acervos digitalizados que permitem o acesso à distância.

É possível consultar nessas bibliotecas digitais ensaios acadêmicos, documentos históricos, livros técnicos, além de obras de escritores do mundo todo. Os leitores, sejam alunos da educação básica ou de instituições de ensino superior, podem consultar a obra na íntegra ou por trechos. Os documentos podem ser acessados por computadores, tablete ou até mesmo aparelhos celulares.

Veja aqui as sete melhores bibliotecas digitais do Brasil e do mundo, onde os títulos são disponibilizados para download ou leitura online.

Biblioteca Digital da Unicamp

Pioneira no ramo das bibliotecas digitais, a biblioteca Unicamp começou cedendo teses e dissertações que foram produzidas na instituição, além também de disponibilizar o acervo com obras raras, como primeiras edições, revistas eletrônicas, matérias especiais. Entre elas, a primeira edição o Caramuru.

Biblioteca Digital Passei Direto

É a mais recente, a biblioteca digital Passei Direto foi lançada em agosto de 2018 e traz mais de 5 mil títulos completos para estudo online. Os leitores também têm acesso a apostilas, exercícios, vídeo aulas. Entre as obras está a “Histologia Básica”, do médico e brasileiro Luiz Carlos Junqueira.

Biblioteca Pública de Nova York

O acervo que compõe a plataforma digital da Biblioteca Pública de Nova York possui mais de 55 milhões de títulos. A biblioteca NYPL tem conteúdo disponível em Inglês, e entre as obras mais recentes, estão os títulos como “A experiência negra em livros infantis”.

Biblioteca Mundial Digital

É um projeto desenvolvido pela Organização das Nações Unidas (ONU), com aproximadamente 19 mil itens sobre 193 países. Entre os acervos estão uma Carta de Cristóvão Colombo e o Livro de Constelações Fixas, todos na língua portuguesa.

Biblioteca Nacional Digital Brasil

Fundada em 2006, a biblioteca digital disponibiliza cerca de 700 mil arquivos, em que a digitalização foi possível graças à programas de resgate. Entre os títulos: livros, artigos e fotografias.

Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin

É considerado como um dos mais importantes acervos acadêmicos e literários. Estima-se que 10% dos 32 mil títulos que compõem a biblioteca já estão disponíveis online. O conteúdo pode ser filtrado por coleções.

Domínio Público

Uma biblioteca digital elaborada pelo Ministério da Educação (MEC), que dá acesso a obras literárias, artísticos e acadêmicos. São mais de 180 mil títulos incluindo mídias textuais, sonoras e vídeos. As mais acessadas são “Divina Comédia” e o clássico “Dom Casmurro”.

Bolsas de estudos – Educa Mais Brasil

Além do hábito da leitura, buscar novos conhecimentos é muito importante atualmente. O que te impede de estar estudando no momento? Se precisar de apoio, pode contar com uma bolsas de estudo de até 70% de desconto do Educa Mais Brasil. Para ter acesso ao benefício é preciso fazer sua inscrição gratuita através do site http://www.educamaisbrasil.com.br/portaln10.

Read More...

Educação

Financiamento e bolsa de estudo: 36,2% dos concluintes firmaram contratos para a graduação

Entre 467.627 concluintes do ensino superior que responderam ao questionário socioeconômico do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), 36,2% afirmaram ter contratado bolsa de estudo e/ou financiamento ao longo da graduação. O percentual equivale a aproximadamente 169.281 pessoas. Entre os que não adotaram nenhuma das duas formas de pagamento, 155.720 fizeram cursos gratuitos e 142.626 estudaram em cursos pagos e arcaram com as mensalidades.

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foi a única opção de pagamento adotada por quase metade dos 169.281 estudantes – mais precisamente, por 14,3% – o que representa a modalidade mais contratada. Em segundo lugar, aparecem as bolsas de estudo ofertadas pelas próprias instituições de ensino, com aproximadamente 11.850 pessoas (7%). Bolsas integrais do Programa Universidade para Todos (Prouni), que representam 6,2% das adesões, fecham as três principais modalidades.

Prouni parcial

O Prouni também oferta bolsas parciais de 50% na mensalidade para estudantes que têm renda familiar entre 1,5 e três salários mínimos por pessoa. Entre os respondentes do Questionário do Estudante do Enade, 5.611 pessoas (1,2%) contrataram apenas o Prouni parcial. Por outro lado, 3.273 estudantes (0,7%) optaram por complementar o pagamento da mensalidade com o Fies, mesmo já utilizando a bolsa parcial do Prouni.

Bolsa de estudo

Ao desconsiderar os programas de governo, as bolsas de estudo oferecidas por empresas, Organizações não-Governamentais e demais entidades viabilizaram 2,1% das graduações – cerca de 9.820 estudantes. “Procurei oportunidades mais viáveis financeiramente para começar a faculdade. Escolhi contratar bolsa de estudo e consegui mais de 50% de desconto”, destaca a Ayana Silva Lima.

Por estudar em curso da modalidade Educação a Distância, a aluna de Ciências Contábeis também considera o tempo um fator importante diante da rotina que leva. “Não precisar me deslocar todos os dias, me dá a possibilidade de estudar e conciliar as demais atividades com o trabalho”, avalia.

Entre as entidades que ofertam bolsa de estudo, o Educa Mais Brasil disponibiliza cursos de graduação com até 70% de desconto. Só no último semestre, foram ofertadas cerca de 240 mil oportunidades para o ensino superior, em todas as regiões do país. Com a bolsa, o abatimento incide diretamente na mensalidade do curso e, caso o contratante tenha realizado todos os devidos pagamentos, não acumula dívidas ao término da graduação. Diferentemente dos programas como o Prouni e o Fies, não é necessário comprovar renda para contratar o benefício.

Outras modalidades de incentivo

O relatório também apresentou dados sobre outras modalidades de incentivo ao ensino superior: bolsas oferecidas por governo estadual, distrital ou municipal, que representaram 2,9% das contratações; financiamento oferecido pela própria instituição (1,3%); financiamento bancário (0,5%).

Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) na última semana, quando houve a apresentação dos resultados do Enade 2017. No ano passado, estiveram presentes no exame 450.995 graduandos de 10.570 cursos superiores: 10.054 presenciais e 516 EAD (educação a distância).

Read More...

Mundo

Estado Islâmico sequestra 130 famílias em campo de refugiados

(ANSA) – O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) sequestrou pelo menos 130 famílias de um campo de refugiados na Síria, informou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (Sohr, na sigla em inglês). O episódio ocorreu na última sexta-feira (12), quando os terroristas invadiram uma zona de deslocados na província síria de Deir al Zour, onde as milícias curdo-sírias lutam contra os extremistas. De lá, os reféns foram transferidos para uma área a leste do rio Eufrates.

A Sohr informou que “a maioria” dos sequestrados é mulheres sírias e estrangeiras. Além delas, ainda há filhos de jihadistas e pelo menos 23 combatentes das Forças Democráticas da Síria (SDF), uma organização rebelde liderada por curdos, como reféns.

No último dia 25 de julho, o Estado Islâmico já havia sequestrado cerca de 27 pessoas, incluindo 16 crianças, que continuam sob custódia. O novo ataque contra o campo humanitário acontece no momento em que as milícias do governo tentam retomar o controle das áreas dominadas pelo EI.

Read More...

Dicas

Já tentou economizar dinheiro?

Não precisa ficar horrorizado com a manchete, todo mundo sabe que o dinheiro anda bem curto, que mal dá para pagar as contas, mas é preciso criar estratégias e tentar economizar um pouco de dinheiro, seja para uma eventualidade de saúde, para realizar a viagem dos seus sonhos, comprar um automóvel próprio, ou apenas para poder gastar no futuro.

Pessoas dos mais variados países conseguem fazer um pouco de economia, mesmo com suas realidades problemáticas ou crises financeiras. O problema não é esse: existe uma falta de cultura financeira no país. Quase 70% dos brasileiros não guardam dinheiro, segundo pesquisa do Banco Central.

Uma das melhores maneiras de conseguir economizar, nem que sejam alguns poucos reais ao mês, é investir em alguma coisa seja difícil de conseguir mexer depois. Quem tem um pouco mais de dinheiro sobrando costuma adquirir imóveis. Já aquele que não quer administrar aluguéis e inquilinos, coloca sua grana em fundos de investimento de longo prazo.

Uma das alternativas mais populares, nos últimos tempos, têm sido as moedas criptografadas e a mais famosa delas é o Bitcoin. É um dinheiro virtual, você precisa contratar uma agência para administrar com um pouco mais de segurança.

facebook bitcoin

Foto: JayDeep / Pixabay

Se interessou? É aconselhável ler muito, até tomar cursos sobre este investimento. E não pensar neste dinheiro tão cedo porque ele é como uma bolsa de valores, sujeita a variações diárias. Se você for do tipo nervosinho e quiser vender na baixa, vai acabar perdendo dinheiro.

O ideal, a um investidor de pequeno monte, é que ele espere juntar um pouco mais de recursos antes de tentar entrar nesta seara. Quem foi esperto e comprou bitcoins quando ainda eram muito baratos conseguiu ficar milionário, há até alguns bilionários no setor.

A moeda começou a ser vendida como valor inicial muito baixo. Se você tivesse investido 100 dólares em 2010, quando o negócio começou a se tornar concreto, teria hoje “apenas” 238 milhões de reais. Consegue acreditar? Em 2017, apenas 1 bitcoin chegou a custar 10 mil dólares! Foi o auge do mercado, que acabou se normalizando depois.

Read More...