MA

Uso de máscara em espaços abertos não é mais obrigatório no Maranhão

Em lugares fechados, o acessório será opcional para cidades com mais de 70% da população vacinada

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), anunciou como facultativo o uso de máscaras em locais abertos no Estado. Em lugares fechados, o chefe do Executivo estadual declarou que o acessório continuará como opcional para cidades com mais de 70% da população vacinada com as duas doses contra a covid-19. Para cidades com menor porcentagem, em estabelecimentos que não exigirem comprovante de vacinação, o uso continua sendo obrigatório.

Apesar da medida, Dino afirmou que os prefeitos podem editar normas exigindo o uso da máscara, tendo em vista a situação em cada cidade.

De acordo com o governo maranhense, são 13 municípios com 70% ou mais de cobertura vacinal completa da população. São eles: a capital São Luís, Afonso Cunha, Santo Antônio dos Lopes, Alcântara, São João dos Patos, Junco do Maranhão, Bacurituba, Caxias, Guimarães, Cedral, Sucupira do Riachão, Mirinzal e Nova Colinas.

O novo decreto também estipula que os municípios devem comprovar a aplicação de, pelo menos, 85% das vacinas já repassadas pelo governo estadual, para receberem novas remessas do imunizante. Na oportunidade, o Estado irá deslocar equipes para apoiar municípios com baixa vacinação, bem como realizar redistribuição de vacinas para permitir que a 3ª dose seja aplicada em pessoas com 50 anos ou mais, conforme calendário definido por cada cidade.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo