Mundo

Terremotos de janeiro na Itália afundaram solo em 10 cm

(ANSA) – Após os quatro terremotos do último dia 18 de janeiro o solo afundou 10 centímetros na área de Campotosto, na província italiana de Áquila.

É esse o resultado das imagens tiradas pelos satélites Sentinel-1, do programa Copernicus da Agência Espacial Europeia (ESA), e o japonês Alos-2, elaboradas e analisadas pelo Instituto para o Exame Eletromagnético do Ambiente do Conselho Nacional de Pesquisas (Irea-CNR) e pelo Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (Ingv).

“A neve dificultou muito as análises das imagens dos satélites, que precisaram de um grande trabalho de elaboração”, disse à ANSA o diretor do Irea-CNR, Riccardo Lanari.

“A deformação observada indica uma continuidade da que foi revelada após o terremoto de 24 de agosto de 2016 na área mais a norte, na zona de Amatrice”, também afirmou o italiano.

Já o dirigente tecnológico do Ingv, Stefano Salvi, explicou que “o terremoto aconteceu na base da falha do Monte Gorzano, a mesma que gerou o terremoto de 24 de agosto” A falha, que “se estende por cerca de 30 quilômetros”, de acordo com o italiano, está ligada tanto ao terremoto de agosto do ano passado quanto aos quatro do último mês. Os de 18 de janeiro tiveram uma magnitude entre 5,7 e 5,8 graus.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.