Ciência

Terra sofre a tempestade solar mais forte da última década

tempestade-solar
Foto: Divulgação/NASA

(ANSA) – Chegou à Terra nesta sexta-feira (8) a segunda nuvem de partículas da tempestade magnética mais forte dos últimos 11 anos, que atingiu o planeta há dois dias. A tempestade solar foi de categoria G4, a segunda mais forte da escala de 1 a 5. O fenômeno causou blecautes nas comunicações de rádio e problemas com os sistemas de navegação GPS.

Em entrevista à ANSA, o físico solar Mauro Messerotti, do Observatório de Trieste, explicou os danos do fenômeno. “A tempestade bateu no campo magnético da Terra algumas horas mais cedo do que a previsão inicial. Ela criou problemas nas comunicações de rádio em regiões polares, mesmo em latitudes mais baixas, e perturbou os sistemas de navegação GPS, porque a atmosfera estava cheio de partículas eletricamente carregadas e receptores não podia captar os sinais enviados pelos satélites “, informou.

O fenômeno também provocou auroras boreais com brilhos mais intensos do que o habitual, sendo possível vê-las claramente em todas as regiões polares, como também em latitudes mais baixas, como aconteceu no estado de Arkansas, nos Estados Unidos. Já nos países nórdicos, o brilho das auroras atrapalharam até o trânsito em algumas regiões.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.