Destaques, Política

Temer contará com ajuda de Tucanos para derrubar segunda denúncia feita pela PGR

michel temer
Foto: Alan Santos/PR

Com a tentativa de impedir a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer – que foi realizada pelo ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, as principais lideranças do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) entregaram relatos ao líder do Brasil com informações de que eles vão trabalhar na Câmara dos Deputados “em prol do presidente”.

Políticos do partido informaram que a denúncia anunciada “não é suficiente” para provocar uma “ruptura” no cenário político em meio à discussão sobre as reformas econômicas. Com isso, os tucanos já prepararam o discurso para o público.

Os políticos do PSDB já deixaram claro que a ajuda a Temer – que é do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), não tem objetivo de criar “turbulências”, principalmente por estar próximo das eleições para presidente. O apoio principal vem do senador Aécio Neves (MG), e do prefeito de São Paulo, João Doria, pré-candidato à disputa presidencial de 2018.

Na primeira denúncia, tanto Aécio quanto Doria trabalharam para ajudar Temer junto à bancada. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ficou de fora das articulações e acabou sendo responsabilizado pela ampla votação contra Temer na bancada paulista do PSDB.

Para continuar agradando e tendo o apoio do PSDB, Temer tem afastado a possibilidade de demitir o ministro Antonio Imbassahy, articulador político do Palácio do Planalto com o Congresso Nacional.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.