Tarado que aterrorizou moradoras do Nova Esperança é preso pela Polícia Civil

Tarado que aterrorizou moradoras do Nova Esperança é preso pela Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Parnamirim prenderam, nessa terça-feira (9), Fagner Batista de Lima Galvão de 29 anos, pelo crime de importunação sexual. O tarado foi detido no bairro Passagem de Areia, em Parnamirim, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva. O crime prevê pena de um a cinco anos de prisão.

A Polícia Civil teve acesso a imagens de câmeras de segurança e conseguiu identificar o criminoso, que é servente de pedreiro. Em um dos vídeos, ele aparece seguindo as mulheres pela rua Parque de Candeias.

No último sábado (6), duas mulheres foram seguidas por um homem até então desconhecido, no bairro Nova Esperança, em Parnamirim. De acordo com as vítimas, elas caminhavam juntas em via pública, quando perceberam o homem com o órgão genital exposto, masturbando-se, enquanto olhava na direção delas.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Portal N10 (@portaln10)

Uma terceira mulher também relatou que, no domingo (07), estava caminhando no mesmo bairro, quando um homem com características semelhantes, em uma bicicleta, teria praticado a mesma conduta. Após a mulher gritar, o homem abandonou a bicicleta e as sandálias no local, as quais foram apreendidas pelos policiais civis.

“Esses fatos criminosos ocorreram no fim de semana. As imagens de câmeras de segurança das casas foram divulgadas no grupo de WhatsApp dos moradores do bairro. Conseguimos identificar as três vítimas. Na segunda-feira, elas vieram à delegacia, registraram o boletim de ocorrência e colhemos as declarações dessas mulheres. A partir daí, saímos em diligências em busca do suspeito”, contou a delegada Luana Faraj, da Deam de Parnamirim.

A delegada destacou que o servente de pedreiro, após ser detido, confessou os crimes cometidos no sábado (6) e no domingo (7), e contou como ele procedia. “Ele confessou integralmente a prática destes crimes. Ele disse que ingeria bebida alcoólica antes de praticar estes atos. Ele perseguia as mulheres, essas vítimas, que ele escolhia aleatoriamente. Não escolhia vítimas específicas por características físicas. Seguia estas mulheres, expunha os órgãos genitais e passava a se masturbar enquanto olhava para o corpo dessas mulheres”.

O homem foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará a disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: