STJ afasta Witzel do cargo de governador do Rio de Janeiro

STJ afasta Witzel do cargo de governador do Rio de Janeiro

STJ afasta Witzel do cargo de governador do Rio de Janeiro

Rafael Nicácio agosto 28, 2020 Política

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou o afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC-RJ), por 180 dias a contar já desta sexta-feira (28) por conta de suspeitas de fraude na compra de insumos e equipamentos na área da saúde durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Além do afastamento, Witzel também foi denunciado pelo crime de corrupção pela Procuradoria-Geral da República. O governador era alvo de um pedido de impeachment na Assembleia Legislativa do estado (Alerj) pela mesma situação.

Quem assume o cargo de maneira interina é o vice-governador, Cláudio Castro, também do PSC. No entanto, ele é alvo de uma busca e apreensão da operação.

A Polícia Federal ainda cumpre, ao todo, 17 mandados de prisão e 72 de busca e apreensão, incluindo na sede do governo fluminense. Segundo as primeiras informações, a esposa de Witzel, Helena, também é alvo de um mandado de busca e apreensão e foi denunciada à PGR por corrupção.

Já o Pastor Everaldo, presidente nacional do PSC, e o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico Lucas Tristão foram presos.

Em nota oficial, a defesa do governador informou que a decisão do ministro Benedito Gonçalves, do STJ, “desrespeita a democracia” e que Witzel “sequer” foi ouvido para a tomada da decisão. Além disso, ressaltou a “grande surpresa” sobre o afastamento.

Já a defesa do presidente do PSC informou que o Pasto Everaldo “sempre esteve à disposição das autoridades” e que “reitera sua confiança na Justiça”. Atualmente, o político não estava ocupando um cargo formal no governo do Rio, mas é apontando como um dos principais articuladores do governo na Alerj.

Essa é a segunda operação contra o ex-juiz e sua esposa. Em maio, eles haviam sido investigados por conta de pagamentos ao escritório de Helena Witzel, que prestava serviços ao governo de seu marido, na Operação Placebo.

A ação desta sexta-feira, chamada de “Tris in Idem” é um desdobramento da Placebo, segundo a Polícia Federal.

(Agência ANSA)

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial.

Outros artigos