Brasil, Destaques

Segurança no Brasil: quais as propostas de Jair Bolsonaro e Fernando Haddad?

arma-de-fogo
Foto: Raphael Alves/ TJAM

Com pouco mais de 63 mil assassinatos no ano de 2017 e índices crescentes de criminalidade, a segurança pública se tornou tema prioritário para os candidatos à Presidência da República. Em seus planos de governo, Bolsonaro e Haddad prometem mais investimento em tecnologia e inteligência e redução dos índices de homicídios.

Apesar da discussão sobre a esfera de responsabilidade, que em geral cabe aos estados, o governo federal tem ampliado a participação na área. As principais ações foram o uso das Forças Armadas para atuar na segurança pública em casos de crise: a Garantia da Lei e da Ordem (como no Rio Grande do Norte no começo do ano, durante greve da PM), com a intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro. Também houve a criação do SUSP (Sistema Único da Segurança Pública), que, embora já em vigor, será efetivamente implementado pelo próximo presidente.

Para 2019, o que propuseram fazer os candidatos Jair Bolsonaro e Fernando Haddad para reduzir a violência no Brasil? Confira abaixo um compilado das propostas. É importante lembrar que os planos de governo podem ser consultados nos sites oficiais das campanhas ou através do Divulgacand, do TSE.

Fernando Haddad (PT)

  • Criação do Plano Nacional de Redução de Homicídios;
  • Aprimorar a política de controle de armas e munições, reforçando seu rastreamento;
  • Criar sistema de inteligência de alta tecnologia e de monitoramento de fronteiras;
  • Reformar as polícias, discutir militarização e promoção progressiva do ciclo completo das polícias;
  • Fortalecimento da polícia científica;
  • Atuação mais efetiva da PF no combate ao crime organizado e a grandes traficantes;
  • Criação de Plano Nacional de Política Criminal e Penitenciária que estabeleça uma Política Nacional de Alternativas Penais;
  • Revisão e complementação da legislação do SUSP;
  • Investir na gestão penitenciária capaz de promover reintegração social;
  • Retomada e consolidação de políticas para o enfrentamento a todas as formas de violência contra a mulher;
  • Medidas de prevenção ao uso de drogas nas áreas de saúde e educação.

Jair Bolsonaro (PSL)

  • Investimento em equipamentos para as forças policiais, tecnologia e inteligência;
  • Acabar com as progressões de penas e reduzir a maioridade penal para 17 anos (na visão do presidenciável, caberia ao próximo governo, a partir de 2023, negociar a redução da maioridade penal para 16 anos – modelo original da proposta);
  • Reformular o estatuto do desarmamento para facilitar o acesso do cidadão às armas de fogo;
  • Tipificar como terrorismo as invasões de propriedades rurais e urbanas;
  • Excludente de ilicitude para policiais em serviço;
  • Redirecionar as políticas de direitos humanos e priorizar a defesa das vítimas da violência;
  • Empregar as Forças Armadas no combate ao crime organizado, com integração com os demais órgãos de segurança e aumentar a defesa em fronteiras.

Confira tambémEducação no Brasil: quais as propostas de Jair Bolsonaro e Fernando Haddad?

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.