Destaques, RN

Secretário busca viabilizar processo seletivo para a Saúde do RN

saúde
Foto: Reprodução/Google Imagens

Com vistas a buscar uma solução para viabilizar a realização do processo seletivo para contratação emergencial de profissionais para a Saúde do Rio Grande do Norte, ocorrerá na próxima quinta-feira (16) uma reunião entre o secretário de estado da Saúde Pública, George Antunes, o governador Robinson Faria, a equipe de Governo, representantes do Ministério Público Federal e Estadual e do Tribunal de Contas.

O anúncio da redução do orçamento para a Saúde de R$ 18 para 3 milhões inviabilizaria o processo seletivo previsto. “Acredito no bom senso do governador e zelo para com a população do Rio Grande do Norte”, afirmou George Antunes, que tem uma perspectiva positiva com relação aos resultados da reunião.

Segundo o secretário, a Saúde do estado apresenta um déficit de 3 mil profissionais, devido ao grande número de aposentadorias e ausência de um Concurso Público desde 2010. “Apenas em 2017, 1.300 servidores se aposentaram”, afirmou nesta segunda-feira.

George Antunes explica que o deficit de profissionais só pode ser revertido por meio do processo seletivo planejado, uma recomendação do Ministério Público e que terá como foco médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Além disso, o secretário chamou a atenção para a importância de se articular com outras pastas e para a percepção da Saúde de forma diferenciada das demais, reconhecendo seu papel fundamental.

Leia também:

Concurso para a SESAP-RN vai oferecer mais de 400 vagas

De acordo com George Antunes, no que diz respeito ao abastecimento de insumos e aquisição de equipamentos, a Saúde do estado encontra-se numa situação satisfatória. Dos R$ 150 milhões obtidos em função do estado de calamidade da Saúde, R$ 48 milhões foram destinados para os hospitais que possuem autonomia administrativa e financeira, como o Walfredo Gurgel, para aquisição de insumos.

Para mais notícias do Rio Grande do Norte, clique aqui!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.