RN tem 94 municípios com incidência alta de dengue

RN tem 94 municípios com incidência alta de dengue

RN tem 94 municípios com incidência alta de dengue

Romário Nicácio outubro 8, 2015 RN

De acordo com o Programa Estadual de Controle da Dengue (PECD), de 4 de janeiro a 19 de setembro do ano de 2015, o RN registrou 94 municípios com incidência alta de dengue (aqueles que notificaram mais de 300 casos da doença por 100.000 habitantes). Porém no cenário atual, nas ultimas seis semanas epidemiológica (09/08 a 19/09/2015), esse número diminuiu para dois municípios com incidência alta da doença: Timbaúba dos Batistas e Santa Maria.

O Programa Estadual de Controle da Dengue divulgou o boletim referente à Semana Epidemiológica 37, no qual foi verificada uma expressiva diminuição no número de notificações da doença. A queda foi identificada a partir da semana epidemiológica 14, o que indica que o Estado permanece num quadro não epidêmico.

No Rio Grande do Norte foram notificados 26.041 casos suspeitos de dengue do inicio do ano até o dia 19 de setembro (Semana Epidemiológica 37), dos quais 5.299 foram confirmados. Em relação ao ano passado, no mesmo período, se observa um aumento de 128,44% no número de casos notificados. Entretanto, apesar desse aumento, constatado nos dados acumulados, percebe-se uma diminuição nas últimas semanas.

O PECD informa que 127 municípios encontram-se “silenciosos”, ou seja, não notificaram nenhum caso suspeito de dengue. Isso aponta uma necessidade de sensibilizar os profissionais de saúde para a responsabilidade de notificarem todos os atendimentos que se enquadrarem na definição de caso suspeito para dengue definido pelo Ministério da Saúde.

Os casos considerados suspeitos, de acordo com o Ministério, são: pessoa que viva ou tenha viajado nos últimos 14 dias para área onde esteja ocorrendo dengue ou que tenha a presença de Ae. Aegypti que apresente febre, usualmente entre 2 a 7 dias, e apresente duas ou mais das seguintes manifestações: náuseas, vômitos, exantemas, mialgias, artralgia, cefaleia, dor retroorbital, petéquias ou prova do laço positiva e leucopenia.

Outros artigos