Reino Unido planejou recrutar psicopatas em caso de Guerra Nuclear

De acordo com arquivos obtidos pela agência ANSA, em 1982 uma funcionária do Ministério do Interior britânico afirmou que a polícia iria perder muito tempo ajudando as pessoas “inadequadas” nas áreas afetadas por um holocausto e, sugeriu recrutar psicopatas para ajudar a polícia.
“Cerca de 1% da população é psicopata. Estas são as pessoas que podem ter nenhum trauma psicológico nas comunidades mais afetadas”, propôs a funcionária segundo os documentos que foram desclassificados pelo Governo do Reino Unido. “Eles (psicopatas) são muito bons em lidar com situações de crise, não têm sentimentos com os outros, código moral e a maioria torna-se bastante inteligente e lógico”, acrescentou.
A proposta foi rejeitada e acabou arquivada.
você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!