Promotoria francesa investiga ataque a estação de trem em Marselha

O ataque que aconteceu neste domingo (01), na estação de trem de Saint-Charles, em Marselha, no sudeste da França, está sendo investigado pela promotoria antiterrorista francesa. De acordo com fontes judiciais o ataque tem evidências de “assassinato com objetivo terrorista”, “tentativa de assassinato” contra as forças da ordem “com objetivo terrorista” e associação criminosa também com fins terroristas.

As vítimas foram duas mulheres, segundo informou a emissora local BFMTV. Uma delas foi degolada e a outra apunhalada por um agressor com idade aproximada entre 25 e 30 anos e de origem da região do Magrebe. O ataque aconteceu por volta das 13h45 locais (8h45, horário de Brasília). O procurador da República, Xavier Tarabeux, informou que o agressor foi morto por militares da Operação antiterrorista “Sentinela”.

Segundo informações divulgadas pela emissora pública de rádio France Bleu Provence, o agressor teria gritado “Allahu akbar” – “Alá é grande”, em árabe – ao realizar o ataque. O ataque deste domingo foi semelhante ao que aconteceu no dia 15 desse mês. Um homem armado com um martelo também atacou duas mulheres em Chalon-sur-Saône, na França. Ele teria gritado as mesmas palavras e atingiu as vitimas na parte de trás da cabeça.

Por meio de sua conta numa rede social, o ministro do Interior da França, Gérard Collomb, informou que estava se deslocando para o local. A principal estação de metrô de Marselha foi fechada e os trens pararam de funcionar.

A França tem estado em alerta, diariamente, devido a onda de ataques terroristas que tem acontecido na região. Só entre 2015 e 2016 foram mais de 239 mortos.

Durante uma entrevista, ainda em 2015, o diretor-geral do Departamento Geral de Segurança Interna (DGSI) da França, Patrick Calvar, falou sobre as ameaças. “A França é hoje, claramente, o país mais ameaçado. Um dos números da revista em francês do Estado Islâmico, Dar al Islam, tinha a manchete: ‘Que Alá amaldiçoe a França’”, afirmou.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!