Projeto de Nutrição oferece assistência gratuita a gestantes e bebês

abril 22, 2019 1 Por Rafael Nicácio
Projeto de Nutrição oferece assistência gratuita a gestantes e bebês

Segundo dados do Google Survey, 46% das mães se informam sobre saúde no meio digital e a temática alimentação/nutrição alcança 42% dessas pesquisas. Apesar da gama de informações disponíveis na internet, as orientações do profissional no contato presencial são fundamentais para que as necessidades nutricionais de gestantes e bebês sejam atendidas de forma completa. Na Faculdade Estácio de Natal – unidade Ponta Negra, o curso de Nutrição está com um projeto de educação nutricional gratuito para gestantes e lactantes.

O projeto “Os primeiros 1000 dias de vida” pretende auxiliar na dieta nutricional da gestante, contando desde a formação do bebê no ventre até o período de adaptação da introdução alimentar, “de forma a garantir o bem-estar da criança e da mãe”, é o que explica a coordenadora da ação, professora do curso de Nutrição, Nayara Soares. “A proposta é termos encontros periódicos com as participantes sempre com uma temática nutricional diferente, com orientações e direcionamentos sobre a alimentação na gestação e aleitamento”, descreve Nayara.

A especialista reforça que o cuidado nutricional desde a gestação evita que a criança adquira doenças crônicas, como hipertensão, obesidade, distúrbios de aprendizagem, problemas comportamentais, doenças cardiovasculares, malformação no bebê, ou até parto pré-maturo. A mãe que não se alimenta adequadamente também pode desenvolver patologias como diabetes, hipertensão, entre outras.

Pesquisas recentes dão conta dessa relação tão delicada. Uma delas, realizada na Dinamarca pelo Danish National Birth Cohort, acompanhou mais de 63 mil mulheres durante quatro anos, e concluiu que a alta ingestão de glúten na gravidez pode aumentar o risco de os filhos desenvolverem diabetes tipo 1.

Para mais informações sobre o projeto e como se inscrever, as candidatas podem entrar em contato pelo telefone: 988629800, ou pelo email: projeto1000diasestacio@gmail.com.