Programa ID Jovem garante meia-entrada em cultura e mobilidade

Programa ID Jovem garante meia-entrada em cultura e mobilidade

dezembro 15, 2016 0 Por Romário Nicácio

O governo federal lançou no dia 06 de dezembro o programa Identidade Jovem (ID Jovem), que assegura o direito de brasileiros de 15 a 29 anos, de famílias de baixa renda, à cultura, ao território e à mobilidade. A carteirinha ID Jovem será virtual, baixada por aplicativo ou emitida no site da Caixa Econômica Federal. Ela dará direito a meia-entrada em espetáculos artístico-culturais e esportivos, garantirá também a reserva de duas vagas gratuitas e duas com desconto de 50% em ônibus de viagem interestaduais, barcas e trens.

A carteirinha é emitida gratuitamente. A estimativa é a de que ela beneficie 15,8 milhões de brasileiros pertencentes a famílias com renda mensal de até dois salários mínimos, inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). ”O tripé do Governo Federal para a Juventude é emancipação, empoderamento e geração de oportunidades para ampliar os direitos”, explica o secretário Nacional de Juventude, Bruno Moreira Santos.

Em seu discurso, Bruno destacou que o Id Jovem vem num momento muito importante para garantir a ampliação dos direitos da juventude brasileira. “O Id Jovem é uma realidade, sonhada desde 2013, com a aprovação do Estatuto da Juventude. Hoje o governo federal tira do papel e leva o beneficio a 15 milhões de brasileiros” ressalta o secretário nacional de Juventude.

O funcionamento da meia-entrada artística-cultural e esportiva é semelhante ao já conhecido da Carteira de Identificação Estudantil. Para acessar esse benefício, basta apresentar a ID Jovem no momento da aquisição do ingresso e na portaria ou na entrada do local de realização do evento, acompanhada sempre de documento oficial com foto. Essa possibilidade vai permitir que jovens de baixa renda que não estudam também paguem meia entrada em diversos eventos.

Para fazer o cadastro no ID Jovem, basta acessar o site ou aplicativo e preencher os dados solicitados e o Número de Identificação Social (NIS). A Caixa Econômica Federal (CEF) foi escolhida para operacionalização do ID Jovem devido a sua relevância do país na concessão de benefícios sociais (Bolsa família, Minha Casa Minha Vida, Bolsa Verde e outros).

A reserva de vagas em comboios interestaduais deverá se feita, no mínimo, com três horas de antecedência antes da viagem. O beneficiário deve apresentar a ID Jovem e a carteira de identidade no momento em que solicitar o bilhete. Caso a empresa se recuse a fornecê-lo, as denúncias devem ser feitas pelo telefone 166.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!