Prática de esportes auxilia no maior rendimento escolar
Foto: Sasint / Pixabay

Prática de esportes auxilia no maior rendimento escolar

fevereiro 25, 2018 0 Por Rafael Nicácio

Se você acha que apenas estudar o tempo todo pode render um melhor aprendizado, você pode estar enganado. Estudos mostram que é mais rentável aliar horários de aprendizagem a prática de esportes.

Uma pesquisa realizada recentemente pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, mostrou que os estudantes que praticam esportes regularmente têm um rendimento escolar 20% maior do que os outros alunos. Isso porque os exercícios físicos ajudam a aumentar a concentração, fixando melhor o conteúdo estudado. Além disso, o esporte colabora para o convívio social, autoestima, pré-disposição, diminui a ansiedade, melhora a memória e as noites de sono.

Segundo Fabrício Cortezi, coordenador pedagógico do Sistema de Ensino pH, cada aluno tem seu próprio rendimento, e intercalar os estudos com o esporte pode proporcionar maior disposição. “O aluno deve levar em consideração a hora em que rende menos para encaixar uma atividade física que possa desligar a mente e manter o corpo funcionando. O legal do esporte é poder se despir da mente e exercitar o corpo, assim você tem mais disposição para estudar depois”.

Uma publicação feita pelo Journal of Pediatric Psycology, da Academia de Oxford no Reino Unido, relevou que o esporte proporciona um alívio em períodos de tensão como provas escolares, vestibulares, apresentação de trabalhos ou até em entrevistas de emprego. A prática regular de exercícios causa a liberação da beta-endorfina no corpo, substância responsável pela sensação de prazer e bem-estar.

Quanto ao resultado desse estudo na prática, Fabrício Cortezi afirma que é notável a melhoria do rendimento dos alunos após fazer exercícios físicos: “Já peguei turmas em que eu dava aula logo após a Educação Física, eles prestavam mais atenção na disciplina e eram mais participativos; os alunos têm a oportunidade de sair do lugar comum que é a sala de aula e conseguem desligar a mente para voltar mais concentrados e interessados pelos outros conteúdos”, conclui.

Moderação

Mas a prática de exercícios físicos também deve ser balanceada. Segundo a Organização Mundial da Saúde, OMS, crianças e adolescentes de 5 a 17 anos devem praticar pelo menos 60 minutos de exercícios moderados ou vigorosos diariamente para melhorar a aptidão cardiorrespiratória e muscular, a saúde óssea, cardiovascular e metabólica.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!