Destaques, Mossoró

Por suspeita de corrupção, chefe do IBAMA é preso em Mossoró

Foto: Divulgação

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (1/2), em Mossoró, a Operação Corrupião, com o objetivo de interromper a prática de atos de corrupção atribuídos ao chefe da unidade do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) daquela unidade.

Cerca de dez policiais federais cumpriram dois mandados expedidos pela 10ª Vara da Justiça Federal/RN, sendo um de prisão preventiva contra o acusado e, outro, de busca e apreensão, na sede daquela autarquia federal.

A investigação teve início em outubro de 2017, quando o IBAMA recebeu denúncia formulada por um pescador dando conta de que Armênio Medeiros da Costa – chefe daquela unidade, teria solicitado propina para que ele não fosse autuado durante um processo de fiscalização do órgão.

Acionada, a Polícia Federal entrou no caso e interrogou o denunciante. Posteriormente, com o aprofundamento das investigações, restou evidenciado que a queixa formulada tinha sido apenas uma pequena amostra das extorsões que passaram a ser praticadas por aquele gestor, inclusive contra pessoas físicas e jurídicas de outras cidades do Alto Oeste Potiguar.

“O nome da operação faz referência a um conhecido pássaro encontrado na região de Caatinga e traz à luz a importância de se coibir com lisura e retidão a prática de ilícitos relacionados ao meio ambiente e ao ecossistema”, disse a assessoria da PF.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.