“População deveria cobrar auxílio emergencial de governadores”, diz Bolsonaro
— Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Arquivo

“População deveria cobrar auxílio emergencial de governadores”, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro sugeriu nesta sexta-feira, 12 de fevereiro, que a população deveria cobrar o pagamento do auxílio emergencial dos governadores que adotaram medidas de isolamento social durante a pandemia.

“Nós botamos [auxílio] por cinco meses de R$ 600 e quatro de R$ 300. E quando termina, dão porrada em mim. Cobra de quem te determinou ficar em casa, fechou o comércio e acabou com seu emprego. Cobre dos governadores, os governadores podem dar auxílio para vocês, eles podem se endividar também, porque o governo [federal] está se endividando”, afirmou, em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada.

Bolsonaro, que já admitiu a retomada do auxílio a partir de março, com duração de três a quatro meses, voltou a reclamar do impacto no endividamento da União.

“Agora, até quando vai durar isso dai? São 68 milhões de pessoas, meu Deus do céu. Quando era R$ 600 eram quase R$ 50 bilhões por mês em endividamento. Quem vai pagar essa conta?”, argumentou o presidente. “E se nós nos desajustarmos fiscalmente, vem inflação galopante aí.”

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: