DestaquesEconomia

Petrobras deve reajustar gasolina em até 17% nos próximos dias

Preço dos combustíveis exerce pressão direta sobre outros produtos, e a inflação brasileira tem chegado aos maiores patamares desde a consolidação do Plano Real

Embora altos para o consumidor, os preços dos combustíveis praticados pela Petrobras estão defasados e precisariam de um novo reajuste para manter a paridade com o mercado internacional, segundo os cálculos da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom).

A defasagem atual é de 17% no caso da gasolina e 25% no óleo diesel, com base nos preços de fechamento do mercado na quarta-feira, 4 de maio.

A expectativa das importadoras é de que um novo reajuste que cubra essa diferença possa ser anunciado “a qualquer momento“, diz Sergio Araújo, presidente da Abicom.

O último aumento nos combustíveis foi feito pela Petrobras em 11 de março, há 56 dias. Na ocasião, a gasolina aumentou 19%, o diesel, 25%, e o GLP, usado no gás de botijão, subiu 16%.

Considerando essas defasagens elevadas, o tempo que a Petrobras está sem dar reajuste, e os posicionamentos da nova direção, inclusive do novo presidente, sobre a necessidade de alinhamento dos preços – até para mitigar risco de desabastecimento -, o mercado todo está na expectativa de a qualquer momento a Petrobras anunciar esse aumento“, diz Araújo.

Impactos

Apesar da defasagem, um reajuste do diesel, por exemplo, dentro dos parâmetros previstos pela Abicom não é positivo para o setor. “O aumento do preço do diesel provoca um aumento de custos em cadeia. Boa parte do transporte é feita em caminhão e boa parte dos transportadores são autônomos e trabalham para pagar a conta do combustível”, diz o consultor da Valêncio Consultoria, Murilo Barco. O consultor lembra, ainda, que no caso da gasolina, um possível encarecimento pode manter o preço do etanol nas alturas.

Há uma expectativa de queda com o início da safra da cana de açúcar, após aumentos consecutivos desde março. “Nesse momento o preço vai continuar caindo. Porém se subir a gasolina o preço do etanol vai subir um pouquinho. Até porque a safra deste ano não é de boas expectativas para o etanol, não vai ser tão alcooleira”, projeta Barco.

Qual é o preço atual da gasolina

Os combustíveis seguem sendo os grandes vilões da inflação, impactados pela alta no preço do petróleo com a guerra na Ucrânia e a reabertura da economia após o auge do coronavírus.

O barril de petróleo do tipo Brent, usado como referência pela Petrobras, era negociado na casa dos US$ 110 no fim da tarde desta quinta-feira. O preço superou o patamar dos US$ 100 no início da guerra na Ucrânia e segue alto desde então.

Segundo a última pesquisa de preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, de 24 a 30 de abril, os preços dos combustíveis ao consumidor no Brasil foram:

  • O preço médio da gasolina ficou em R$ 7,283 (máximo de R$ 8,599);
  • O preço médio do óleo diesel foi de R$ 6,610 (máximo de R$ 7,979);
  • O do GLP, em um botijão de 13 quilos, ficou em R$ 113,50 (máximo de R$ 160,00).

O preço dos combustíveis também exerce pressão direta sobre outros produtos, e a inflação brasileira tem chegado aos maiores patamares desde a consolidação do Plano Real.

Em 12 meses, os combustíveis subiram 30% no IPCA, um dos principais índices inflacionários, medido pelo IBGE.

Com informações da revista Exame e do O Tempo*

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.