Mundo,

Padres são condenados por abusar de crianças surdo-mudas na Argentina

EPA/DIEGO PARES

(ANSA) – A justiça argentina condenou dois sacerdotes a penas de mais de 40 anos por cometerem abusos sexuais contra menores com deficiência auditiva, alunos do instituto Antonio Próvolo, na cidade de Mendoza.

Os padres Nicolás Corradi e Horacio Corbacho foram sentenciados a 42 e 45 anos de reclusão, respectivamente, pela Segunda Corte do Colegiado Criminal. Além deles, o jardineiro Armando Gómez também foi condenado a 18 anos de prisão.

As autoridades consideraram que houve agravantes ao determinar as penas, já que pelo menos 28 vítimas surdo-mudas eram menores de idade. A decisão foi tomada pelos juízes Carlos Diaz, Mauricio Juan e Anibal Crivelli e transmitida ao vivo pela internet.

Corradi, um italiano de 83 anos, e Corbacho, um argentino de 59, estão presos desde 2016, quando foram alvos das primeiras denúncias sobre os crimes sexuais realizados no instituto católico. Ao todo, mais de 20 ex-alunos registraram as queixas há três anos. Não é possível apelar das sentenças.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.