Natal

Obras de Mãe Luiza serão retomadas nesta terça-feira (28)

mae-luiza
Foto: Ilo José

Na tarde da última segunda-feira (27), a Prefeitura do Natal, por intermédio da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov), confirmou a informação que o Ministério da Integração liberou a ordem de pagamento no valor de R$ 2,4 milhões de reais referente a parcela em atraso para continuidade dos serviços de recuperação da encosta do bairro de Mãe Luíza. Ao final, a recuperação da Rua Guanabara, a construção do muro de arrimo e a reurbanização da encosta custará em torno de R$ 5,6 milhões.

De acordo com o titular da Semov, Tomaz Pereira Neto, os serviços tinham sofrido paralisação na manhã desta segunda por parte da empresa TeconPav, que toca a obra desde o mês de janeiro. “Estávamos com um sério problema para resolver. A descontinuidade dos serviços de urbanização da encosta localizada na rua Guanabara era algo perigoso, principalmente nessa semana de chuvas na cidade. O cenário era nebuloso até a manhã de hoje (27)”, confirmou o secretário.

A notícia foi dada no começo da tarde, quando o prefeito Carlos Eduardo obteve a confirmação do ministro do Turismo, Henrique Alves (que ajudou nas conversas com o Ministério da Integração), que a ordem de pagamento estava liberada e que na manhã desta terça-feira (28), o dinheiro será depositado na conta especifica aberta pela Prefeitura para a obra em Mãe Luíza. “Ficamos felizes com a notícia e agora é tocar com os serviços, que acredito, estarão finalizados em 10 de setembro. Com a reurbanização da rua Guanabara concluída, poderemos dar continuidade aos trabalhos de microdrenagem em outras vias do bairro. Sem o medo de desabamentos ou outros problemas”, ressaltou o secretário Tomaz Neto.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.