Novo saque do FGTS seguirá modelo adotado pelo auxílio emergencial

junho 6, 2020 0 Por Rafael Nicácio
Novo saque do FGTS seguirá modelo adotado pelo auxílio emergencial

A Caixa Econômica Federal divulgará em breve o calendário do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) no valor de até R$ 1.045 por trabalhador. A dinâmica será a mesma utilizada no auxílio emergencial, com os saques sendo feitos de acordo com o mês de nascimento do trabalhador.

Uma medida provisória publicada pelo governo no mês de abril liberou os saques extraordinários entre os dias 15 de junho e 31 de dezembro – mas não determinou a data em que cada trabalhador poderá acessar seus recursos. Terão direito aos saques os trabalhadores que tenham contas ativas (do emprego atual) ou inativas (de empregos anteriores) do FGTS.

De acordo com o governo federal, “essa nova liberação do saque do FGTS se deu em razão da pandemia de coronavírus, que afetou as atividades econômicas e a renda dos trabalhadores”.

Se o trabalhador tiver mais de uma conta de FGTS, o saque será feito primeiro das contas de contratos de trabalho extintos (inativas), iniciando pela conta que tiver o menor saldo. Depois, o dinheiro será sacado das demais contas, também iniciando pela que tiver o menor saldo. Independentemente do número de contas do trabalhador, o valor não pode passar de R$ 1.045.

Assim, ninguém poderá tirar mais do que esse valor, ainda que tenha duas ou três contas com saldos superiores a essa quantia.

Novo saque do FGTS seguirá modelo adotado pelo auxílio emergencial
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Será permitido o crédito automático na conta poupança previamente aberta na Caixa. Mas o trabalhador poderá, até 30 de agosto, solicitar o desfazimento do crédito, conforme procedimento a ser definido pelo banco. Será permitida ainda a transferência dos valores para outro banco sem cobrança de tarifa, desde que a conta bancária indicada pelo trabalhador seja de sua titularidade.

Segundo a Caixa, “o trabalhador não é obrigado a sacar o dinheiro das contas vinculadas. O valor não retirado continuará no Fundo de Garantia”.

O governo federal informa que todos os 60,8 milhões de trabalhadores que possuem contas no FGTS poderão ser beneficiados com os saques do FGTS. Cerca de 30,7 milhões de trabalhadores poderão sacar todo seu recurso no FGTS (50,5% do total).

Até 80% das contas deverão ser zeradas com o saque, e R$ 16 bilhões serão liberados para 45,5 milhões de trabalhadores que têm até 5 salários mínimos de saldo no FGTS. A expectativa é que até R$ 36,2 bilhões possam ser sacados em todo o país.