CiênciaDestaquesUniverso

Nasa quer colocar um reator nuclear na Lua até 2030

Agência pretende transformar o corpo lunar em uma usina nuclear em órbita

A Nasa anunciou planos para colocar um reator nuclear na Lua até 2030 como parte de uma missão para transformar o corpo lunar em uma usina nuclear em órbita.

A agência espacial dos EUA escolheu três propostas de conceito de design para um sistema de energia de fissão que pode estar pronto para ser lançado até o final da década.

O plano é que o sistema de energia de fissão da classe de 40 quilowatts dure pelo menos 10 anos no ambiente lunar, com a esperança de que um dia possa suportar uma presença humana permanente na Lua, bem como apoiar missões tripuladas a Marte e além.

Caso o plano de construir uma base na superfície lunar seja concretizado, um dos principais problemas a resolver será como esse assentamento proposto seria alimentado. Os painéis solares são ótimos para alimentar rovers, mas uma base humana precisaria de uma fonte de energia contínua e confiável.

Fissão nuclear

Especialistas da Nasa estão analisando a fissão nuclear como a resposta porque a tecnologia tem sido amplamente usada na Terra.

Relativamente pequenos e leves em comparação com outros sistemas de energia, os sistemas de fissão são confiáveis ​​e podem permitir energia contínua, independentemente da localização, luz solar disponível e outras condições ambientais naturais, disse a agência espacial dos EUA.

Se a demonstração de tal sistema na Lua for bem-sucedida, abriria caminho para o abastecimento de viagens de longa duração pelo espaço.

“A nova tecnologia impulsiona nossa exploração da Lua, Marte e além”, disse Jim Reuter, administrador associado da Diretoria de Missões de Tecnologia Espacial da NASA. “Desenvolver esses projetos iniciais nos ajudará a estabelecer as bases para fortalecer nossa presença humana de longo prazo em outros mundos”, completou.

A agência espacial já recebeu três propostas para desenvolvimento do projeto, mas os detalhes de conceito de design individual ainda não foram revelados ao público. “O projeto Fission Surface Power é um primeiro passo muito viável para os Estados Unidos estabelecerem energia nuclear na Lua”, disse o diretor do Laboratório Nacional de Idaho, John Wagner. “Estou ansioso para ver o que cada uma dessas equipes vai realizar.”

Espera-se que o desenvolvimento dessas tecnologias de energia de superfície de fissão também ajude a Nasa a avançar nos sistemas de propulsão nuclear que dependem de reatores para gerar energia. Estes poderiam então ser usados ​​para missões de exploração do espaço profundo.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.