Foto: Wikimedia Commons

(ANSA) – O Ministério das Relações Exteriores do México anunciou um plano de 11 ações para evitar abusos contra mexicanos que vivem nos Estados Unidos após a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais, há cerca de uma semana.

Apesar de faltarem dois meses para o magnata republicano assumir a Casa Branca, já foram relatados diversos casos de racismo e xenofobia em cidades norte-americanas contra cidadãos latinos, em um clima nacionalista impulsionado por Trump durante sua campanha eleitoral. A Chancelaria mexicana informou que, entre as 11 ações, está a criação de uma linha emergencial de atendimento, disponível 24 horas, em 50 consulados nos Estados Unidos.

“O canal servirá para tirar dúvidas sobre medidas migratórias e reportar qualquer incidente”, disse o Ministério, orientando também todos os mexicanos a não participarem de situações de conflitos, nem tomarem ações que possam ter consequências penais ou administrativas. Durante toda sua campanha eleitoral, Trump prometeu construir um muro na fronteira entre o México e os Estados Unidos e deportar de dois a três milhões de hispânicos e latinos que tenham antecedentes criminais.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.