Medicamento para ‘combater piolhos’ é capaz de matar o coronavírus em apenas 48 horas, diz estudo

Medicamento para ‘combater piolhos’ é capaz de matar o coronavírus em apenas 48 horas, diz estudo

abril 5, 2020 0 Por Rafael Nicácio

Um estudo liderado pela Universidade Monash, em Melbourne (Austrália), mostrou em culturas de células que um medicamento antiparasitário – geralmente usado para combater piolhos – é capaz de matar em 48 horas o coronavírus – que causa o covid-19.

O estudo, publicado na revista Antiviral Research, mostra que uma dose alta de ivermectina pode interromper o crescimento da SARS-CoV-2.

“Descobrimos que mesmo uma dose única pode matar todo o RNA viral dentro de 48 horas e que, além disso, ocorre uma redução realmente significativa dentro de 24 horas”, disse Kylie Wagstaff, principal autora do estudo, ao jornal The Sidney Herald.

A ivermectina é um medicamento antiparasitário aprovado pela Food and Drug Administration dos EUA (FDA), que também demonstrou ser [in vitro] eficaz contra uma ampla gama de vírus, incluindo HIV, dengue e zika. No entanto, especialistas apontam que os testes ainda não foram realizados em pessoas.

Vacinas e novos tratamentos

Diferentes entidades estão trabalhando para encontrar as vacinas contra o coronavírus, duas das quais já entraram na fase de testes clínicos. No entanto, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) antecipou que a disponibilidade de uma vacina poderia levar pelo menos um ano.

No Reino Unido, a Universidade de Oxford recrutou 510 voluntários saudáveis ​​para fazer o teste de uma vacina. Segundo Adrian Hill, diretor do Jenner Institute – uma entidade que faz parte das tarefas – Oxford tem “uma experiência excepcional de resposta rápida, como aconteceu com o surto de Ebola na África Ocidental em 2014”.

Por outro lado, especialistas australianos começaram a realizar testes pré-clínicos de uma potencial vacina contra a Covid-19.