CoronavírusDestaques

Médias móveis de infecções por Covid-19 continuam subindo no Brasil

País registrou 166.539 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

O boletim diário do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) desta sexta-feira (21) informa que o Brasil registrou 166.539 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o número de infecções para 23.751.782.

De acordo com o Conass, houve também 358 óbitos, totalizando 622.563 vítimas durante a pandemia do novo coronavírus. O Ceará não forneceu dados por problemas técnicos.

As médias móveis de infecções continuam a subir, chegando a 117.797, um recorde histórico na pandemia e o maior número pelo quarto dia consecutivo. O número de mortos também continuam a subir, chegando a 252, mas em valores semelhantes ao início da crise sanitária, muito longe do pico de 3.124 falecimentos contabilizados em 12 de abril de 2021.

O estado de São Paulo lidera a lista de casos em números absolutos, com 4.545.225, seguido por Minas Gerais (2.463.640), Paraná (1.788.687), Rio Grande do Sul (1.669.817) e Rio de Janeiro (1.517.974).

Em óbitos, São Paulo contabiliza 156.310, Rio de Janeiro aparece em seguida com 69.649 mortes, Minas Gerais tem 56.918, Paraná 40.965 e Rio Grande do Sul tem 36.601.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.