Curiosidades

Mamífero “vampiro” é flagrado em montanhas do Afeganistão

Apresentando presas enormes, o cervo-almiscarado é um mamífero que se assemelha a um vampiro. O animal é bastante caçado devido suas glândulas serem usadas para a fabricação de óleos aromáticos e perfumes. Devido sua raridade, o animal não era fotografado há 60 anos, mas, nesta última segunda-feira (3), ele foi flagrado em montanhas do Afeganistão. As informações são do Daily Mail.

Após 60 anos, mamífero volta a ser fotografado. Foto: Reprodução / Daily Mail
Após 60 anos, mamífero volta a ser fotografado. Foto: Reprodução / Daily Mail

A busca pelo cervo-almiscareiro é tão grande, que ele tem sido vendido no mercado negro e o seu quilo está mais caro do que ouro. Mesmo tendo uma aparência assustadora, o almiscareiro do sexo masculino usa suas presas apenas durante a temporada de acasalamento para seduzir as fêmeas e afastar os rivais.

Sua última aparição científica foi na província de Nuristan, Afeganistão, em uma pesquisa feita por uma equipe dinamarquesa pela região em 1948. De acordo com a equipe que o fotografou, os veados almiscareiros são “discretos”, “enigmáticos” e “difíceis de detectar” – por isso, há raras fotos da espécie.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.