Mundo

Lojas australianas proíbem GTA 5 por ser ‘Sexualmente violento’

Duas redes de varejo australianas removeram o game Grand Theft Auto V (GTA 5) das prateleiras de suas lojas, após queixas sobre a representação da violência contra as mulheres presente no jogo. As lojas Target e Kmart, deixaram de vender o jogo depois que uma petição, lançada por três mulheres que sofreram violência, ganhou mais de 40.000 assinaturas. “É um jogo que incentiva os jogadores a matar mulheres para o entretenimento, o incentivo é para cometer a violência sexual contra as mulheres, em seguida, abusar ou matá-las para avançar ou conseguir pontos de saúde”, de acordo com a petição.

A petição continua a dizer que jogos como GTA 5 estão “preparando mais uma geração de meninos para tolerar a violência contra as mulheres”. Alguns fãs do jogo acusam as lojas de censura. E uma petição rival foi lançada logo depois, instando as lojas para continuar as vendas. “Neste jogo você pode matar, ferir e atirar em qualquer um e não apenas nas mulheres, este jogo deve estar nas prateleiras de todo o país. Ele é feito para adultos e não crianças, nós temos o direito de comprar jogos apesar de seu conteúdo”, disse Brett Herbert, que lançou a petição rival.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.