Instalação da Sanovo Greenpack deve gerar 100 empregos diretos em Goianinha

março 12, 2020 0 Por Rafael Nicácio
Instalação da Sanovo Greenpack deve gerar 100 empregos diretos em Goianinha

Representantes da empresa Sanovo Greenpack receberam, na manhã desta quinta-feira (12), a Licença de Instalação referente à construção de uma empresa de embalagens sustentáveis para ovos e frutas, no município de Goianinha. O empreendimento é a quarta unidade da Sanovo Greenpack no Brasil, cuja produção de embalagens atualmente acontece nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Santa Catarina.

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), emitiu no mês de setembro de 2019, a Licença Prévia do futuro empreendimento. Com a instalação no Rio Grande do Norte, a pretensão da empresa é abastecer toda a região Nordeste.

Ao receber a licença, o gerente geral da Sanovo/Brasil, Edson Roberto Donzelli, agradeceu o trabalho desenvolvido pela equipe do licenciamento ambiental do Idema. “Pensamos na fábrica no Nordeste para aproveitar a proximidade de importantes clientes e custos de transporte mais baixos. Tivemos o apoio do governo para trazer essa unidade ao solo potiguar e o Idema foi um grande parceiro nosso na emissão das licenças ambientais. Estamos satisfeitos com a viabilidade do empreendimento no Rio Grande do Norte e agora vamos aguardar a Licença de Operação para executarmos nossas atividades. Teremos bastante trabalho pela frente”, afirmou Edson Donzelli.

O Nordeste do Brasil possui uma população de 57 milhões de pessoas e uma produção de 7 bilhões de ovos por ano. Em questão de tamanho, este mercado é comparável com o Reino Unido. As vendas de bandejas de ovos nessa região aumentaram 94% nos últimos 6 anos e a expectativa de vendas para o Nordeste continua sendo de crescimento.

A produção de embalagens ecológicas da Sanovo Greenpack preserva anualmente 600 mil árvores e reutiliza 700 milhões de litros de água. A Sanovo é considerada a maior empresa de embalagens sustentáveis do Brasil.

O empreendimento receberá investimentos na ordem de R$ 40 milhões e a previsão é de que a nova fábrica comece a operar no segundo semestre deste ano. A unidade será construída em uma área de 3 hectares.