Mundo

Harvard é criticada por realizar estudo secreto de vigilância

De acordo com informações reveladas, dez salas de aula do campus tiveram câmeras instaladas que capturaram imagens a cada minuto durante o primeiro semestre de 2014. Um programa de computador poderia digitalizar as imagens mais tarde para determinar o número de lugares que estavam cheios ou vazios na classe. Alunos e professores não foram informados do estudo. As informações são do Actualidad RT.

A pesquisa, realizada por iniciativa da Universidade de Harvard para a Aprendizagem e Ensino, foi aprovada pelo Conselho de Revisão Institucional da escola. Pela primeira vez, o caso foi relatado em uma reunião do corpo docente na última terça-feira (4) e foi divulgada mais tarde para o jornal estudantil “Harvard Crimson”.

“Se você olhar para as pessoas eletronicamente e não dizer antes, você deve conversar mais tarde”, diz o professor de Ciência da Computação Harry Lewis, que soube da vigilância por companheiros não identificados. “Você deve fazer a pesquisa apenas com o consentimento das pessoas que pretendem estudar”, disse ele.  Drew Faust, reitroa da Universidade de Harvard, disse que está levando o assunto “muito a sério”.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.