Guarda Municipal resgata arara em área residencial de Ponta Negra

dezembro 16, 2019 0 Por Rafael Nicácio
Guarda Municipal resgata arara em área residencial de Ponta Negra

Uma Guarnição do Grupamento de Ação Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN) resgatou nesse domingo (15), uma Arara-canindé que foi encontrada dentro de um condomínio residencial situado no bairro de Ponta Negra, zona Sul da capital. A ave que é natural da região Amazônica e do Cerrado brasileiro apareceu na área de lazer do condomínio, onde foi realizado o resgate pelos guardas municipais.

De acordo com informações dos agentes do Gaam/GMN, a viatura de patrulhamento ambiental foi acionada pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), após um cidadão ligar para o número 190 informando do aparecimento da arara dentro do residencial. Os guardas municipais se deslocaram ao local e identificaram que a ave não pertencia ao bioma potiguar.

“Trata-se de uma espécie conhecida como Arara-canindé de nome científico Ara ararauna, e estava anilhada, ou seja, com um anel de identificação em uma das patas. Se encontrava bem alerta, porém muito dócil e sem vontade própria para voo”, explicou o guarda municipal A. Pereira.

A princípio os guardas municipais acreditaram que o pássaro estava ferido devido a pouca vontade de movimentação e de voo, porém, após a captura, foi feita uma análise prévia na plumagem e no corpo da arara, que não identificou nenhum registro de lesão aparente.

A Arara-canindé foi conduzida pelos guardas municipais ao Aquário Natal onde vai passar por avaliação veterinária e de biólogos para definir o encaminhamento mais correto para o bem da ave. “A Guarda Municipal agradece o apoio da população que, cada dia mais, tem entendido o trabalho de preservação ambiental, bem como cooperado com os órgãos ambientais, ligando e informando, através do Ciosp 190, as situações de resgates, denúncias de maus tratos e de tráfico de animais silvestres”, comentou o guarda municipal.

O cidadão pode informar, solicitar ou denunciar fatos envolvendo animais silvestres nos números 190 (Centro Integrado de Operações em Segurança Pública – Ciosp), 181 (Disk Denúncia – Polícia Civil) ou 3616-9829 (Ouvidoria da Semurb).