Plantão Policial

Guarda encontra vestígios de treinamento de tiro em área de preservação de Natal

A Ronda de Proteção Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Ropam/GMN) realizou uma incursão nas trilhas de vegetação nativa dentro da Zona de Proteção Ambiental 01, que engloba o Parque da Cidade do Natal. A medida possibilitou os guardas municipais encontrar pontos de invasão e vestígios de locais suspeitos de estarem sendo utilizados para treino de tiro com arma de fogo.

A área de vegetação é de acesso restrito e fica em ambiente isolado onde o tráfego de pessoas não é permitido sem autorização prévia dos órgãos ambientais. Durante a incursão foram encontradas garrafas pets com volume de dois litros cheias de areia e com marcas de tiros efetuados utilizando armas de fogo. “Acreditamos que estavam utilizando o local para aperfeiçoar o tiro com armamento de fogo”, contou um dos guardas.

Guarda encontra vestígios de treinamento de tiro em área de preservação de Natal

Os guardas do Ropam também conseguiram identificar que algumas placas de aviso de proibição ao acesso à área de preservação estavam marcadas com diversos buracos ocasionados por projéteis de chumbo. Outra percepção foi no tocante a vegetação, onde foi possível identificar o tráfego de pessoas nas matas e dunas.

De acordo com a Coordenação do Ropam/GMN, as incursões na região onde foram encontrados os vestígios de invasão e treinamento com arma de fogo passarão a ser melhor monitorados no intuito de identificar e deter os invasores.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo