Destaques, Política

Fred Queiroz abre o jogo e diz que “avião levou R$ 7 milhões a Henrique Alves em 2014”

Foto: JBatista / Câmara dos Deputados

Preso na Operação Manus, o empresário Fred Queiroz afirmou em delação premiada que o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) pagou pelo apoio de lideranças políticas nas eleições ao governo do Rio Grande do Norte em 2014 com R$ 7 milhões, em espécie, apenas no primeiro turno. No segundo turno, de acordo com a delação, outros R$ 4 milhões foram destinados à compra de apoio político.

O delator entregou à Procuradoria uma planilha com o detalhamento da aquisição, recebimento e distribuição dos recursos aos vereadores, prefeitos e deputados estaduais que apoiaram o ex-parlamentar na candidatura ao governo Estadual em 2014. A Operação Manus, deflagrada no Rio Grande do Norte para apurar fraudes de R$ 77 milhões na construção da Arena das Dunas, prendeu o ex-ministro em 6 de junho.

O jornal O Estado de S.Paulo teve acesso ao termo homologado na última quinta-feira (24) entre o empresário, o Ministério Público Estadual e a Procuradoria da República do RN. Fred Queiroz relatou que articuladores da campanha de Alves ao governo potiguar “precisavam de R$ 10 a R$ 12 milhões para a campanha e que os valores seriam destinados à compra de apoio político”. De acordo com o delator, o ex-ministro, na ocasião, respondeu que não dispunha dos recursos, mas que “tentou viabilizar” com a Odebrecht e a JBS o montante de R$ 7 milhões. Segundo o documento, em setembro daquele ano, “chegaram de R$ 5 a R$ 7 milhões de reais provenientes da pessoa de ‘Joesley’ e esses valores “não foram declarados em prestação de contas eleitorais”.

+ Após receber mais de 400 visitas, regras irão “disciplinar” prisão de Henrique Alves

Fred Queiroz (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Os R$ 7 milhões, conforme revelado na delação de Fred Queiroz, foram entregues em uma mala a um assessor particular do ex-ministro em um hotel da Via Costeira, na praia de Ponta Negra. Ainda de acordo com a delação, o  então assessor particular de Alves foi a um hotel encontrar um casal que veio do Mato Grosso num avião particular. “O assessor levou o dinheiro em uma mala para casa da sogra”, diz o depoimento do delator aos procuradores da República.

Segundo Fred Queiroz, o coordenador-geral da campanha de Henrique Alves no interior do Rio Grande do Norte, Benes Leocádio (atual presidente da Federação dos Municípios – Femurn), foi ao encontro do assessor de Alves com uma listagem dos beneficiados.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.