Estudo aponta que 52% dos jovens analisados em Natal estão com HPV
Foto: Renan Viana / ASCOM – UEPA

Estudo aponta que 52% dos jovens analisados em Natal estão com HPV

dezembro 2, 2017 0 Por Rafael Nicácio

Pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde revela que o número de brasileiros infectados pelo HPV é alto. O estudo analisou mais de 7.500 indivíduos por todas as capitais brasileiras, e observou que das pessoas testadas, a prevalência estimada de HPV foi de 54%, sendo que 38% destes participantes apresentaram o vírus de alto risco para o desenvolvimento de câncer. Além disso, a média de idade de início da atividade sexual é de 15 anos, sendo que muitos jovens não utilizam preservativos.

Entre os jovens da capital do Rio Grande do Norte houve uma prevalência de 52% de infectados pelo HPV. Esses resultados de Natal são preliminares, mas preocupantes, como explica a diretora de Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Adele Benzaken.

“Os jovens brasileiros estão iniciando a atividade sexual precocemente e sem utilizar o preservativo. Se as pessoas estivessem utilizando o preservativo não teria essa frequência tão alta, que chega a quase 50%. Aí estão divididos em HPV de baixo risco e HPV de alto risco. É uma divisão que se faz pra saber se a pessoa tem, ou não, possibilidade no futuro, de desenvolver câncer de pênis, de colo de útero e câncer de orofaringe”.

Foto: Renan Viana / ASCOM – UEPA

De acordo com o estudo, 16% dos jovens têm uma Infecção Sexualmente Transmissível prévia ou apresentaram resultado positivo no teste rápido para HIV ou sífilis. Por isso, o Ministério da Saúde está trabalhando em uma agenda estratégica para a prevenção nas escolas, como afirma a dra. Adele Benzaken.

“Sabemos que o Ministério da Saúde assinou um novo memorando de entendimento com o Ministério da Educação, de retomar o Saúde e Prevenção na Escola, que é um ponto fundamental para essa agenda de jovens. Nós estamos querendo trabalhar esses acessos aos serviços de saúde”.

A pesquisa faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS). Os dados finais deste projeto serão disponibilizados no relatório que será apresentado em abril do ano que vem. O lançamento será realizado durante o encontro “Estudo POP-Brasil: resultados e ações para o enfrentamento da infecção pelo HPV”.

Para mais notícias do Rio Grande do Norte, clique aqui!

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!