Festa no Maracanã, Fluminense vence o Olimpia na Libertadores

Tricolor agora terá vantagem de dois gols para buscar a classificação no Paraguai podendo perder por até um gol de diferença.
Festa no Maracanã, Fluminense vence o Olimpia na Libertadores (Foto: Marcelo Gonçalves/FFC)
Festa no Maracanã, Fluminense vence o Olimpia na Libertadores (Foto: Marcelo Gonçalves/FFC)

A noite desta quinta-feira (24), foi de festa para o torcedor do Fluminense que compareceu ao Maracanã. No primeiro jogo das quartas de final da Conmebol Libertadores, o Tricolor encarou o Olimpia e venceu a equipe paraguaia por 2×0.

A vantagem construída na primeira partida deu ao Fluminense a possibilidade de até perder por uma diferença mínima e mesmo assim avançar as semifinais. Caso a diferença seja de dois gols, a equipe do técnico Fernando Diniz decidirá a classificação nos pênaltis.

Em campo, o domínio Tricolor foi total, a ponto do Olimpia terminar o jogo sem conseguir finalizar uma bola se quer no gol defendido pelo goleiro Fábio. Enquanto isso, um Fluminense muito ofensivo conseguia empilhar chances e controlar o jogo desde os minutos iniciais.

Apesar da vitória Tricolor ter sido construída a partir de uma proposta muito ofensiva e coletiva, dois nomes fizeram uma partida acima da média. O volante André, fundamental no controle defensivo e auxiliando a criação no meio e o ponta esquerda Keno, que construiu várias oportunidades em jogadas 1×1 abrindo a marcação paraguaia.

Como foi Fluminense e Olimpia?

Montado em uma proposta ofensiva com quatro homens de ataque, o Fluminense foi a campo no Maracanã buscando um placar que lhe concedesse vantagem no Paraguai. Nesse sentido, o técnico Fernando Diniz escalou um time com Germán Cano e John Kennedy centralizados e Jhon Arias e Keno fazendo as alas ofensivas.

Em resposta, o técnico Francisco Arce precisou fazer um ajuste de última hora e assumiu uma postura defensiva, com uma linha de cinco defensores. Ciente da dificuldade de vencer o Fluminense em sua casa, o treinador buscou evitar sofrer gols, para levar a decisão para o Defensores del Chaco, assim como ocorreu contra o Flamengo.

Com a bola rolando o Fluminense foi o melhor em campo e dominava a posse de bola enquanto ia criando oportunidades para finalizar. Apesar disso, o primeiro gol do Tricolor só sairia aos 42′ minutos da primeira etapa com André.

Em jogada pela esquerda, Diogo Barbosa e Keno fazem tabelinha e atraem a marcação. O ponta-esquerda achou o centroavante Cano no meio dos defensores paraguaios. O atacante Argentino ajeitou para a entrada da área onde o volante André chegou chutando de primeira. Antes de entrar no gol a bola ainda desviaria no zagueiro Gamarra para “matar” qualquer chance de reação do goleiro Juan Espínola.

Com o resultado parcial, era esperado que o time paraguaio saísse para buscar o empate. Apesar disso, a equipe de Arce iniciou o segundo tempo ainda mais recuado.

Desse modo, na mesma proposta ofensiva e com muita troca de passe ao redor da área, o Fluminense conseguiu alcançar o seu segundo gol do jogo.

Logo aos 13′ minutos, Keno iniciou a jogada pela esquerda e cruzou a bola na área paraguaia. Na disputa, Arias tentou completar o cruzamento, mas a bola resvalou na defesa e sobrou para John Kennedy tentar de bicicleta. Em novo desvio, a bola ficou no bate e rebate e Martinelli mandou novamente para a pequena área, onde Cano finalizou de voleio para garantir a vitória Tricolor. Final Fluminense 2×0 Olimpia!

Próxima partida

O Fluminense retornará a campo pelo Brasileirão, onde irá enfrentar o Athletico-PR na Arena da Baixada. A partida acontecerá no próximo domingo (27), às 18h30 (horário de Brasília) e será válida pela 21ª rodada da competição.

COMPARTILHE: