Deu ruim para o Santos: STJD definiu a punição

Deu ruim para o Santos, STJD define punição - Foto Reprodução - Vila Belmiro

Na tarde desta quinta-feira (22), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), definiu a pena que será aplicada ao Santos. A medida acontece após os atos de vandalismo da torcida santista que encerraram o clássico com o Corinthians mais cedo na noite de ontem.

O presidente do STJD, José Perdiz, acatou o pedido da procuradoria e definiu que o time passará a disputar suas partidas em casa com portões fechados. Assim, não apenas no Campeonato Brasileiro masculino, como também no feminino, o clube não poderá contar com seu torcedor na Vila Belmiro.

A iniciativa acontece após os atos ocorridos na partida desta última quarta-feira (21), contra o Corinthians. A disputa era válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro 2023 e foi encerrada após o árbitro Leandro Pedro Vuaden receber a informação das forças de segurança de que não havia mais condições de continuar a partida.

A princípio a confusão partiu de uma das torcidas organizadas que começou a arremessar rojões em campo em direção ao goleiro Cássio. Naquele momento, o Corinthians vencia a disputa por 2×0 e com a situação provocada pela torcida, esse foi confirmado como o placar final de jogo.

Momento ruim dos Santos

Atualmente como 13º colocado na competição, o Santos vive seu pior momento na temporada. Eliminado da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana, o Peixe emenda uma sequência de 9 jogos sem saber o que é ganhar.

Além disso, após a última derrota e em meio a pressão da torcida, Odair Hellmann deixou o clube e não é mais treinador do Santos. Para piorar a situação, o clube, que atualmente está a apenas dois pontos do Z-4, não poderá contar com o apoio da torcida em seus próximos jogos.

Quando a torcida poderá voltar a Vila?

A princípio a decisão determina a suspensão da torcida por 30 dias a contar da partida deste domingo (25). Assim, o Santos ficará impedido também de contar com esse apoio em seu jogos fora de casa no Brasileirão.

Nesse interim, serão disputadas pelo time 10 partidas pelo Brasileirão, onde o Peixe não poderá contar com o apoio do seu torcedor. Além disso, também terá de jogar com portões fechados contra o Blooming, na próxima semana pela Copa Sul-Americana.

Ao fim, vale lembrar que a medida também será válida para jogos em que o clube decida por atuar em outro estádio. Assim, também não terá torcida na Arena Barueri, onde jogará no próximo dia 9 de julho, contra o Goiás pelo Brasileirão.

COMPARTILHE: