Atlético-MG inicia Libertadores com tropeço no Mineirão

Atlético-MG estreia na Libertadores com derrota em casa. Time busca recuperação contra Athletico-PR em Curitiba. #Libertadores2023 #AtléticoMG
Atlético-MG inicia Libertadores com tropeço no Mineirão
Foto: Reprodução / @LibertadoresBR

Na noite desta quinta-feira (6), o Atlético-MG teve uma estreia desfavorável na Libertadores 2023 ao perder em casa para o Libertad (Paraguai) por 1 a 0. A partida aconteceu no Mineirão, em Belo Horizonte, e deixou a equipe na última colocação do Grupo G da competição.

O Galo mineiro não pôde contar com a sua grande referência técnica, o atacante Hulk, que estava suspenso. A ausência de Hulk foi sentida pela equipe, que não conseguiu marcar gols durante a partida.

O único gol da partida saiu logo aos 9 minutos do primeiro tempo, dos pés de Diego Gómez. O Libertad mostrou-se um time forte e organizado, dificultando as investidas do Atlético-MG e criando boas oportunidades de gol.

A próxima partida do Atlético-MG na Libertadores será contra o Athletico-PR, no dia 18 de abril, em Curitiba. O jogo é válido pela segunda rodada da competição e será um confronto direto entre duas equipes brasileiras. O Galo mineiro precisa da vitória para se recuperar no grupo e continuar sonhando com a classificação para as próximas fases da Libertadores.

Melhores Momentos de Atlético-MG 0 x 1 Libertad (Paraguai)

Coudet dispara contra diretoria

Após o final da partida, o técnico Chacho Coudet disparou contra a diretoria do Galo, se revoltou com parte da torcida e cogitou deixar o clube antes do fim do contrato. O treinador criticou as recentes saídas de atletas (Ademir e Sasha) e pediu reforços para seguir no trabalho.

O diretor esportivo falou do grupo, houve um tanto de coisa que estavam sobre a mesa. Não vim pelo dinheiro, nem por nada, venho pelo desafio. Eu aprovei alguma venda? Ou não souberam que a última venda que não era para sair. Ou que Sasha, no lugar dele, era um jovem o substituindo. E para o jogo aéreo, colocaria outro juvenil“, disparou.

Na saída do campo, após a derrota, o treinador acabou sendo atingido por um copo de cerveja vindo das arquibancadas, situação que o deixou bastante indignado. Por diversas vezes, durante a entrevista coletiva, ele tocou no assunto.

Não era a situação que me prometeram. Se não trazem três, quatro milhões. É normal isso? Meu contrato está na mesa. O que vivi hoje é uma loucura, sendo arremessada cerveja em mim“.

COMPARTILHE: