Universo

Encontrado um novo asteroide “potencialmente perigoso” e maior que o Apophis

asteroide
Foto: © deviantart.com / Vanishin

Um grupo de pesquisadores russos descobriram um asteroide “potencialmente perigoso”, que é maior do que o conhecido Apophis e que pode causar consequências mais graves do que o meteorito de Chelyabinsk.

O grupo de pesquisadores da Universidade Estadual de Moscou, liderada pelo professor Vladimir Lipunov, encontrou um asteroide que está ‘próximo’ da Terra, relata o site vesti.ru. Ele tem sido chamado de ‘2014 UR 216’. “O asteroide tem um diâmetro de pelo menos 370 metros, ou seja, é maior do que o Apophis. Já é conhecido que ele irá cruzar a órbita da Terra em cerca de três anos. É estimado que ele será mais perigoso e mais forte do que o meteorito de Chelyabinsk “, disse o professor Vladimir.

Os pesquisadores acreditam que o mais eficaz será explorar o espaço com equipamentos especiais instalados na órbita da Terra. Precisamente, a criação de um tal aparelho é dedicado para cientistas da Academia de Ciências de Moscou. O diretor do Instituto de Astronomia RAN (sigla em russo), Boris Shustov, lembra que inúmeros restos de asteroides e cometas atacam a Terra todos os dias: alguns do tamanho de uma ervilha e outros com centenas de metros de diâmetro. Shustov acredita que “temos de estar preparados para refletir o ataque de asteroides. Este é um dever de ciências como a astronomia, física e geofísica para a humanidade”.

Apophis

Apophis (nome astronômico 99942 Apophis, previamente catalogado como 2004 MN4 ) é um asteroide que causou um breve período de preocupação em dezembro de 2004 porque as observações iniciais indicavam uma probabilidade pequena (até 2,7%) de que ele iria atingir a Terra em 2029. Observações adicionais melhoraram as predições e eliminaram a possibilidade de um impacto na Terra ou na Lua em 2029. Entretanto, uma possibilidade ainda existe de que na passagem de 2029 o Apophis venha a passar por uma fenda de ressonância gravitacional, uma região precisa não maior que 600 metros, causando um impacto direto em 13 de abril de 2036. Esta possibilidade mantém o asteroide no Nível 1 da escala de perigo de impacto de Turim até agosto de 2006. Ele quebrou o recorde de maior nível na escala de Turim, estando, por um espaço curto de tempo, no nível 4, antes de ser rebaixado.2

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.