Mundo

Emirados Árabes Unidos adota semana de trabalho de quatro dias e meio

Objetivo é impulsionar o equilíbrio entre vida profissional e familiar e melhorar o bem-estar social

O Governo dos Emirados Árabes Unidos vai adotar uma nova semana de trabalho de quatro dias e meio, com efeitos a partir de 1 de janeiro de 2022.

A mudança aplica-se a entidades do governo federal e vem acompanhada de novos horários de trabalho, com dias de trabalho de segunda a quinta começando às 7h30 e terminando às 15h30, e o horário de trabalho às sextas-feiras das 7h30 às 12h. As informações são da agência de notícias estatal WAM.

Paralelamente à mudança, os sermões e orações das sextas-feiras em todos os Emirados Árabes Unidos serão realizados a partir das 13h15. Os funcionários do governo terão flexibilidade para fazer arranjos para trabalhar em casa às sextas-feiras, bem como arranjar seu horário de trabalho em regime de horário flexível.

Os Emirados Árabes Unidos são a primeira nação do mundo a introduzir uma semana de trabalho nacional mais curta do que a semana global de cinco dias.

O fim de semana prolongado vem como parte dos esforços do governo dos Emirados Árabes Unidos para impulsionar o equilíbrio entre vida profissional e familiar e melhorar o bem-estar social, enquanto aumenta o desempenho para aumentar a competitividade econômica dos Emirados Árabes Unidos.

Escolas e universidades

O jornal Khaleej Times de Dubai informou que escolas e universidades também devem seguir a nova semana de trabalho, com todas as aulas terminando na sexta-feira ao meio-dia.

Os Emirados Árabes Unidos, uma federação de sete cidades-estado independentes ao longo da costa oriental da Península Arábica, incluindo Abu Dhabi e Dubai, citou principalmente os benefícios econômicos para a mudança, argumentando que ajudaria a alinhar o país com os países de fora do “mundo árabe”, fomentando o comércio internacional e incentivando o turismo.

Do ponto de vista econômico, a nova semana de trabalho alinhará melhor os Emirados Árabes Unidos com os mercados globais, refletindo a posição estratégica do país no mapa econômico global. Isso irá garantir transações financeiras, comerciais e econômicas suaves com os países que seguem um fim de semana de sábado / domingo, facilitando ligações e oportunidades de negócios internacionais mais fortes para milhares de empresas multinacionais e baseadas nos Emirados Árabes Unidos”, revelou a estatal WAM.

Semana reduzida

Existem boas evidências que apoiam a ideia de uma semana de trabalho mais curta. Em 2019, a Microsoft Japão testou uma semana de quatro dias durante um mês e viu um salto de 40% na produtividade. Mais recentemente, no início deste ano, um experimento social na Islândia investigou os prós e os contras de trabalhar uma semana de quatro dias. Foi um sucesso estrondoso.

Não apenas as pessoas relataram se sentir mais felizes, saudáveis ​​e menos estressadas, mas muitos locais de trabalho também se tornaram mais produtivos. A maioria dos participantes relatou ter mais energia para outras atividades, como socialização, exercícios e hobbies, ao passo que explicar o corte de horas permitiu que eles passassem mais tempo com suas famílias e facilitou a realização de outras tarefas domésticas. Ao mesmo tempo, a produtividade era mantida ou melhorada na maioria dos locais de trabalho.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo