Mundo

Embaixador diz que a Coreia do Norte está pronta para guerra

soldados-da-coreia-do-sul
Soldados do exército sul-coreano durante treinamento militar (Foto: Republic of Korea Armed Forces)

A Coreia do Norte está pronta para uma guerra geral, a fim de defender o sistema de governo eleito pelo povo, afirmou o Ministério das Relações Exteriores do país comunista. “Nosso Exército e o nosso povo estão prontos não só para uma resposta ou retaliação, mas também para uma guerra para defender a qualquer custo o sistema de governo eleito”, informou em um comunicado o Ministério dos Negócios Estrangeiros norte-coreano, citado pela Yonhap.

Pyongyang considera a situação na fronteira com a Coreia do Sul como “volátil, prestes a começar uma guerra”, como declarou o embaixador norte-coreano na Rússia, Kim Hyun Joong, citado pela RIA Novosti. “A situação na península coreana nos últimos dias está à beira da guerra devido às provocações militares e políticas dos EUA e da Coreia do Sul”, disse Kim Hyun Joong em uma coletiva de imprensa.

O diplomata também atribuiu a explosão de minas norte-coreanas na zona desmilitarizada em 4 de agosto, o que agravou a crise na península, para um “desastre natural” como “chuva ou incêndios.” Ele ressaltou que não é o seu país, mas sim os Estados Unidos que busca uma escalada da situação na península.

O diplomata negou que tivesse ocorrido o ataque de artilharia pelo Norte contra o Sul, acusando Seul de “jogar 36 bombas em nossos postos de controle”, chamando-a de “provocação” que “merece a devida punição”.

Ele disse que seu país está seguindo como Seul está tratando o ultimato de Pyongyang, que expira às 16h30 de sábado, hora local (11h horário de Brasília). Yonhap informou quinta-feira que a Coréia do Norte disparou mísseis contra a área de implantação de forças armadas sul-coreano no setor ocidental da fronteira, o que levou Seul a dar uma resposta.

Pyongyang ameaçou tomar uma ação militar se Seoul continuar sua guerra psicológica. O Ministério da Defesa da Coreia do Sul disse que Pyongyang deu 48 horas para Seul abandonar as suas transmissões propagandistas.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.